Vinícius brilha, Remo vence Paysandu e comemora acesso à Série B

Vinícius foi o grande destaque da vitória do Remo contra o Paysandu (Foto: Jorge Luiz/Paysandu)
O Remo venceu o Paysandu por 1 a 0 na noite deste domingo, no Estádio Olímpico Mangueirão, em Belém, pela 5ª rodada do quadrangular da Série C do Brasileiro. Em um dos clássicos Re-Pa mais aguardados da história do futebol paraense, o Leão Azul marcou com Salatiel, aos 34 minutos do primeiro tempo, mas também contou com as brilhantes e decisivas defesas do goleiro Vinícius para segurar o resultado. Como no outro jogo do grupo, entre Londrina e Ypiranga-RS, houve empate, o Leão paraense pode comemorar o acesso antecipado à Série B. O Papão brigará por uma vaga na última rodada.
Situação na tabela
Com a vitória, o Remo chegou aos 10 pontos e mantém liderança do Grupo D do quadrangular. O Paysandu estacionou nos 7, na segunda posição. O 1 a 1 do jogo entre Londrina e Ypiranga-RS manteve os bicolores na 2ª colocação e dependo apenas de si para também subir.
Próximos jogos
Na sexta e última rodada do quadrangular, o Paysandu vai até Erechim, no Rio Grande do Sul, onde enfrenta o Ypiranga. O Remo recebe o Londrina no Mangueirão, em Belém. Os jogos acontecem no mesmo dia e horário: sábado, dia 16, a partir das 17h.
Primeiro tempo
Com Perema jogando na lateral-direita, o Paysandu iniciou o Re-Pa com mais posse de bola e forçando as jogadas pelo lado esquerdo da defesa do maior rival, com Vitor Feijão. O Remo, que tinha a zaga com Rafael Jansen e Fredson, encontrava muitas dificuldades para construir jogadas de ataque, mas levou perigo em uma cabeçada de Jansen em que a bola passou raspando a trave. O tempo foi passando e o Leão entendeu as características do clássico. Se soltando com passes em velocidade, começou a dominar o confronto. Arriscou em dois lances seguidos com Felipe Gedoz e Tcharlles, defendidos por Paulo Ricardo. Aos 34 minutos, veio o prêmio azulino por estar melhor no Mangueirão. Em uma cobrança de falta, Marlon rolou para Gedoz, que bateu com muita força. Paulo Ricardo espalmou, mas para o meio da área e Salatiel chegou livre só para empurrar para o fundo da rede: 1 a 0. O Papão partiu para o empate, mas muito mais na base da vontade do que pelo bom futebol. Poderia, mesmo assim, ter deixado tudo igual aos 46 minutos, quando, em uma bola levantada na área, Nicolas desviou de cabeça e mandou no cantinho, mas Lucas Siqueira salvou em cima da linha. Na sobra, Wesley Matos desviou e a bola parou na trave.
Segundo tempo
Na volta do intervalo, o Paysandu trouxe Jefinho e Uilliam Barros para o jogo e passou a pressionar em busca do gol. Ele quase aconteceu logo aos três minutos, quando Micael desviou a bola no canto e Vinícius defendeu. Três minutos depois, um daqueles milagres que o Paredão Vereador faz por partida. Diego Matos cruzou rasteiro, Rafael Jansen se antecipou a Nicolas e desviou contra a própria meta, mas o goleiro estava lá para salvar com a ponta dos dedos. O Remo recuou demais e esparava as investidas do adversário. Percebendo as dificuldades, Bonamigo fez quatro mudanças ao mesmo, mas a equipe remista continuou atrás, esperando pelos contra-ataques em velocidade. O Papão apertava, rondava a área do rival, mas pecava no último passe. A grande chance bicolor para um empate veio aos 35 minutos. Mateus Anderson cruzou da esquerda, Jefinho cabeceou com força, porém Vinícius, adivinha? Fez uma brilhante defesa. Mas ainda tinha tempo para mais. Nos acréscimos, Luiz Felipe fez lançamento na área, Nicolas se antecipou, mas não alcançou. Os azulinos seguraram o resultado e agora aguardam pelo jogo entre Londrina e Ypiranga-RS para comemorar o acesso antecipado à Série B.

GE
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador