TJD-SP pune Barretos e jogadores por esquema de manipulação de resultados na Série A3 do Paulista

Carrossel, suborno, futebol, manipulação de resultados — Foto: Infoesporte
O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) realizou nesta quarta-feira o primeiro de dois julgamentos sobre o caso de manipulação de resultados na Série A3 do Campeonato Paulista de 2020. O Esporte Espetacular fez uma reportagem especial sobre o tema que foi ao ar no dia 27 de setembro, detalhando todo o esquema.
Foram julgados pelo TDJ, o Barretos e cinco jogadores que atuaram pelo clube na Série A3: o goleiro Pedro, os zagueiros Roberth e Edson Rocha, além dos meias Deriky e Fabrício. Além deles, o preparador de goleiros do clube, Maiken Dilso Kehrwald. Todos os envolvidos, além do próprio TJD, podem recorrer da decisão.
Confira abaixo as punições e quais artigos os envolvidos foram enquadrados:
Barretos:
multa de R$ 25 mil por infringir artigo 191 (deixar de cumprir o regulamento)
multa de R$ 25 mil e suspensão de 120 dias por infringir artigo 239 (deixar de praticar ato de ofício, por interesse pessoal ou para favorecer ou prejudicar outrem ou praticá-lo, para os mesmos fins, com abuso de poder ou excesso de autoridade).
Goleiro Pedro Ernesto Alves
multa de R$ 2.500 e suspensão por 180 dias por infringir o artigo 243 (atuar, deliberadamente, de modo prejudicial à equipe que defende).
Maiken Dilso Kehrwald, preparador de goleiros
multa de R$ 10 mil e suspensão por 24 partidas por infringir o artigo 243-A (atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida, prova ou equivalente).
Quatro jogadores
Outros quatro atletas, que na época defendiam o Barretos, foram punidos: os zagueiros Roberth Melonio da Silva e Edson Rocha, além dos meias Deriky William Santos da Silva e Fabrício Pereira de Oliveira.
multa de R$ 5 mil e suspensão por 360 dias por infringirem o artigo 243 (atuar, deliberadamente, de modo prejudicial à equipe que defende).
Nesta quinta-feira, dia 26 de novembro, às 17h, será a vez dos julgamentos do Paulista de Jundiaí, do Olímpia, além de três jogadores: o lateral Samuel Sampaio, do Paulista; o meia Alexandre Gaúcho e o zagueiro Fernando Andrade, ambos do Olímpia.
Entenda o caso
Em setembro, a Drade (Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva) passou a investigar uma suspeita de manipulação de resultados em jogos da Série A3 estadual. Os jogos sob suspeita eram Barretos x Linense e Paulista x Olímpia, ambos pela 12ª rodada da primeira fase da competição.
Na época, o delegado César Saad solicitou à Federação Paulista de Futebol os relatórios das partidas. A SportRadar, empresa parceira da FPF, que monitora movimentações em bolsas de apostas, apontou as partidas como suspeitas.
A Federação Paulista de Futebol suspendeu preventivamente o Paulista, o Olímpia e o Barretos de se inscreverem em competições estaduais por causa do suposto envolvimento das equipes em casos de manipulação de resultados na Série A3 de São Paulo. Além dos clubes, oito jogadores também foram suspensos preventivamente: um do Paulista, dois do Olímpia e cinco do Barretos.

Por Emilio Botta e Leonardo Lourenço 
GE São Paulo
Share on Google Plus

Inicio Joao Filho

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador