Causos & Lendas do Nosso Futebol: A UNANIMIDADE DE EUDES TOSCANO

Eudes Moacir Toscano quando lançou seu livro(Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)
Ele nasceu na querida cidade canavieira de Santa Rita, precisamente no dia vinte e dois de fevereiro do ano de mil novecentos e quarenta e dois. Foi registrado pelos seus pais com o nome de Eudes Moacir Toscano, mas para o mundo da bola ficou conhecido como “Eudes Toscano”. Naquela cidade, ele sedimentou os seus primeiros e importantes conhecimentos que posteriormente o mundo iria lapidá-los.
Em 1958, Eudes Toscano foi uma das revelações do antigo time de futebol do CTP – Companhia de Tecidos Paraibana Esporte Clube, fábrica que monopolizava e empregava muitas famílias naquela região. Os bons atletas eram selecionados para vestir a camisa do time e automaticamente eram contratados para trabalhar na empresa.  Eudes foi mandado pela CTP para fazer um curso em Campina Grande, oportunidade que foi convidado para fazer um teste no Treze Futebol Clube, time que conquistou o seu coração.
Mas o microfone esportivo seria o seu destino. Jogar futebol passaria a ser apenas um lazer com a camisa da ACEP – Associação dos Cronistas Esportivos da Paraíba. Tudo começou na Rádio Difusora de Santa Rita, passando pela Rádio Sociedade e logo em seguida chegando para integrar a potente Rádio Arapuan. Depois trabalhou na Rádio Caturité e em 1968 chegou para integrar e escrever o seu nome na Rádio Tabajara.
O seu extenso e rico currículo também inclui passagens na imprensa escrita, por várias vezes quando assinou a coluna “na boca do gol”, nas páginas do centenário jornal A União. Aliás, essa coluna foi transformada em um prazeroso livro com o mesmo nome. Posteriormente, Eudes também lançou o livro “Tirando de letra, histórias e estórias no esporte e no rádio”.
Em seus mais de cinquenta anos de radiofonia esportiva, o nosso capitão transmitiu as Eliminatórias das copas do mundo de 1970, 1978 e 1994. A copa independência de 1972, a copa do mundo de 1990 e várias copas América.
Esteve presente e nos repassando as emoções na histórica decisão do campeonato paraibano de 1968, decidido dentro do estádio Presidente Vargas, onde o Botafogo Futebol Clube conseguiu o título, com um gol de cabeça do zagueiro Lando, nos últimos minutos da partida. De repente faltou energia, houve um grande tumulto, o juiz encerrou o jogo e muita gente teve que pular um muro e abrigar-se em uma unidade da polícia militar.
Também nos emocionou quando narrou o discutido milésimo gol de Pelé, de pênalti, no dia 14 de novembro de 1969, no antigo estádio José Américo de Almeida, o saudoso campo olímpico do Boi Só.  
E quando foi no dia 06 de março de 1980, em pleno estádio do Maracanã, Eudes Toscano narrou nos potentes microfones, da Rádio Tabajara, para toda a Paraíba, aquele jogo em que o Botafogo Futebol Clube, do mestre Zé Eduardo, venceu o Clube de Regatas Flamengo, de Zico e companhia.
Eudes Moacir Toscano faz parte de uma geração de cronistas esportivos que desde cedo aprendemos a escutar e a respeitar. Eles realmente formavam opinião.  Uma época de ouro do nosso rádio. Sobrava competência, conhecimento e seus respectivos nomes se confundiam com o da Rádio Tabajara.
E quando foi nesta semana, caminhando para completar 79 anos de idade, Eudes Toscano deu adeus e participou do seu último programa esportivo na Rádio Tabajara. Perde-se um cronista de categoria internacional. Perde-se um autêntico conhecedor do nosso futebol. Perde-se um profissional ético, amigo e unânime na classe.
Só nos resta pedir a papai do céu para dar-lhe bastante saúde para continuar sendo esse ser humano maravilhoso, admirado e que ajudou a muitos cronistas em início de carreira. Vida longa ao capitão! 

Serpa Di Lorenzo
Historiador, Membro da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador