Eleições do Botafogo-PB: oposição consegue liminar, e pleito é adiado para o próximo domingo

Pleito aconteceu durante toda a manhã deste domingo, na Maravilha do Contorno, mas foi cancelado — Foto: Pedro Alves / GE
As eleições do Botafogo-PB começaram neste domingo, mas nada do que aconteceu na Maravilha do Contorno ao longo do dia vai ser validado. O processo que apontaria o novo Conselho Deliberativo do clube transcorria normalmente, quando chegou à sede botafoguense uma liminar da Justiça determinando a inclusão de mais 22 nomes do grupo de oposição. Assim, a Comissão Eleitoral determinou o adiamento de todo o pleito para o próximo domingo.
O processo eleitoral começaria às 8h e seguiria até as 12h, com duas chapas se enfrentando: a "Belo Para Todos", da situação, com 36 candidatos; e a "Belo de Verdade", da oposição, com apenas 23 candidatos, depois que outros 26 foram indeferidos pela Comissão Eleitoral. E foi justamente a partir daí que se deu o imbróglio que acabou por acarretar o adiamento da eleição do Conselho Deliberativo para o próximo domingo.
O grupo de oposição conseguiu na Justiça uma liminar que determina a inclusão de 22 nomes no pleito. Como essa determinação da Justiça chegou à Maravilha do Contorno em meio à votação, quando vários votos já haviam sido registrados, a Comissão Eleitoral achou por bem adiar todo o processo para o próximo domingo, e retomá-lo do zero, para que a liminar possa ser cumprida na íntegra.
A urna com os votos registrados ao longo da manhã deste domingo foi lacrada, e a Justiça vai avaliar se eles terão validade ou se o pleito precisa ser realizado novamente. A chapa "Belo para Todos", da situação, prometeu entrar na Justiça para tentar reverter a decisão.
- Nós temos certeza que vamos conseguir reverter essa decisão na Justiça. Os 28 nomes que a oposição tenta incluir na votação não estão com suas contas regularizadas e, por isso, não podem participar da eleição do Conselho Deliberativo - declarou o atual presidente do Botafogo-PB, Orlando Soares.
Quem vota?
Nesse primeiro momento, são alguns sócios do Botafogo-PB que elegem a nova composição do Conselho Deliberativo. A parte transitória, pelo menos. É que o CD do clube é composto por conselheiros eleitos, no máximo 50, mais os chamados conselheiros natos, que são os sócios beneméritos, honorários, além dos ex-presidentes da diretoria executiva do clube.
Quem vota para essa parte de conselheiros eleitos são os sócios honorários, beneméritos, patrimoniais e contribuintes. Os sócios-torcedores são excluídos do processo eleitoral. O votante pode votar em conselheiros das duas chapas, desde que vote em no máximo 50 nomes. Neste domingo, a situação estava com 36 candidatos contra 23 da oposição; com essa liminar da Justiça, esse "placar" deve ficar em 55 a 36 em favor da oposição.
Candidatos a presidente do Conselho
Além das chapas da oposição e da situação para o Conselho Deliberativo, já existem dois nomes que já disseram que serão candidatos à presidência do CD: Sérgio Meira e Alcedo Gomes. Sérgio foi eleito presidente do Botafogo-PB nas últimas eleições, mas renunciou em setembro após pressão do seu grupo político, que não concordou com uma aproximação sua com o grupo de oposição, chegando até a ser selado um acordo entre Sérgio e opositores, que não durou um dia, com a sua renúncia.
Apesar de algumas rusgas com a sua base de apoio, Sérgio Meira aparentemente foi perdoado e é o candidato à presidência do CD com apoio declarado da situação, que hoje é comandada por Orlando Soares, pretenso candidato à presidência do clube no pleito marcado para o dia 25, que vai apontar a composição da nova Diretoria Executiva.
O outro conselheiro nato que já se colocou como candidato a presidente do CD é o também ex-presidente do clube, Alcedo Gomes. Ele também já tem o apoio declarado por parte da oposição, comandada atualmente por Alexandre Cavalcanti, que garante que será candidato na eleição do dia 25.
A eleição para o Conselho Deliberativo está remarcada para o próximo domingo, a partir das 8h. O pleito é convocado em primeira chamada com metade mais um do colégio eleitoral presente. Caso não haja quórum, é esperada uma hora e há uma nova convocação, quando o pleito vai ser iniciado com qualquer número de votantes presentes. No mesmo dia, após a eleição, o CD se reúne para eleger seu presidente, vice e secretário.

Por Redação do GE
João Pessoa
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador