Presidente do Treze se diz "indignado" com veto ao clássico no PV após recomendação do MP

Walter Cavalcanti Júnior se mostrou indignado com negativa para a transferência do jogo para o PV — Foto: Vitor Oliveira / GloboEsporte.com
O presidente do Treze, Walter Júnior, não ficou nada satisfeito com a negativa da Federação Paraibana de Futebol (FPF) ao pedido feito pelo clube para que a partida decisiva da semifinal do Campeonato Paraibano contra o Botafogo-PB fosse transferida do Estádio Amigão para o Estádio Presidente Vargas na próxima quarta-feira. A FPF atendeu a uma recomendação do Ministério Público da Paraíba e acabou mantendo o jogo no palco inicialmente escolhido para o jogo, o que gerou, nas palavras do próprio presidente, indignação por parte da diretoria galista.
- Eu acho que isso é um descaso com uma instituição tão grande, quase centenária, como é o Treze. Interessante é que na semana anterior, quando a Federação precisava do Estádio Presidente Vargas para concluir o campeonato, estava tudo liberado, não tinha problema nenhum. Agora, quando o Treze quer fazer seu jogo no seu próprio estádio, o promotor Valberto Lira diz que o estádio não pode ser liberado porque os extintores estão vencidos, mesmo não estando. Eu estou indignado, o Treze está indignado, mas a gente vai continuar seguindo em frente - disparou o mandatário trezeano.
Nesta segunda-feira, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) decidiu manter a partida decisiva entre Treze e Botafogo-PB, válida pela volta da semifinal do Campeonato Paraibano, no Estádio Amigão. A solicitação da diretoria trezeana para que a partida fosse realizada no Estádio Presidente Vargas acabou sendo negada atendendo a uma recomendação feita pelo procurador do Ministério Público da Paraíba, presidente da Comissão de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, Valberto Lira, que orientou a entidade para não liberar a realização da partida no estádio alvinegro.
Também nesta segunda, o MP emitiu à Federação um comunicado em que recomendou oficialmente que a FPF não altere o local da partida, sob o argumento de que o PV não tem condições para receber o clássico, mesmo sem a presença de torcedores em decorrência da pandemia do coronavírus. Houve ainda uma alteração no horário da partida, marcada para a próxima quarta-feira e que vai decidir qual das duas equipes avança para a grande decisão da competição estadual. Houve ainda uma alteração no horário do jogo, que saiu das 16h para as 21h30, mantendo a quarta-feira como data da partida inalterada.

Por Silas Batista
Globoesporte.com
Campina Grande
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador