Paraibano que escapou da tragédia no Ninho do Urubu é destaque do Flamengo no Carioca 2020

Ítalo com o troféu da Supercopa do Brasil Sub-20 em 2019 — Foto: Arquivo Pessoal
O lateral-esquerdo Ítalo viveu uma temporada incrível com o time sub-20 do Flamengo. Foi campeão e também chegou a treinar com a Seleção na Granja Comary. A maior oportunidade para 2020 será disputar o Campeonato Carioca pelo time principal.
Ítalo com o troféu da Supercopa do Brasil Sub-20 em 2019 — Foto: Arquivo Pessoal
O paraibano é cria do Flamengo e faz parte do clube desde o sub-13. Integrante da equipe sub-20, ele está prestes a viver uma nova fase, quando se apresentar nesta terça-feira visando os treinamentos para a estreia na Taça Guanabara. O primeiro jogo em 2020 está marcado para o dia 18 de janeiro, pelo Campeonato Carioca, contra o segundo classificado na seletiva do Estadual (Nova Iguaçu, Friburguense, America-RJ, Macaé, Portuguesa-RJ ou Americano).
Dentro de campo, Ítalo teve um 2019 especial com o Flamengo. Conquistou o título do Campeonato Carioca, Torneio Otávio Pinto Guimarães (OPG), Brasileiro e a Supercopa do Brasil, tudo no sub-20.
Além disso, chegou a substituir Filipe Luís em julho durante treino da seleção brasileira na Granja Comary, às vésperas da Copa América no Brasil. O lateral do time principal se lesionou e ficou de fora de algumas atividades. E Ítalo também aproveitou para pegar algumas dicas com o ídolo Dani Alves.
– Eu já tinha uma enorme admiração pelo futebol dele (de Daniel Alves). Chegando no vestiário, foi uma das primeiras pessoas que procurei para observar e saber como era. Vi que era um cara incrível, um cara fantástico. Tentei observar ao máximo dos treinos nestes poucos dias que tive convivência e vi que era um cara fora do normal – disse na época ao GloboEsporte.com.
Mas o jogador teve perdas também. Durante cinco anos, Ítalo morou no CT do Ninho do Urubu e revelou os bastidores por lá. Cinco dias antes de acontecer a tragédia que vitimou 10 jogadores, entre 14 e 16 anos, em fevereiro, ele deixou a “casa” para passar as férias na sua cidade natal, João Pessoa.
– Eu conhecia todos, conversava com todo mundo. Se não me engano, só não cheguei a conhecer um, que era um dos mais novos que tinha chegado. Rykelmo era o mais próximo. A gente chamava ele de Bolívia. Tinha cara de boliviano e acabou pegando – comentou em entrevista logo após o ocorrido.
Uma nova história vai começar a ser escrita por Ítalo. É um momento único que o paraibano, de 19 anos, espera aproveitar ao máximo.

GE
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador