Jogo na Indonésia termina em cenas de selvageria, torcedores botaram fogo no estádio

Em partida entre o Persebaya Surabaya e o PSS Sleman, equipes locais, torcedores do clube da casa provocam caos generalizado após derrota
Nesta manhã de terça-feira, dia 29 de outubro, cenas de caos generalizado explodiram na Indonésia, num campo que parecia de guerra, mas era de futebol. Em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Indonésio, entre o Persebaya Surabaya e o PSS Sleman, após o término da partida, fãs insandecidos da equipe da casa invadiram o campo para tocar o terror no Gelora Bung Tomo Stadium.
Após derrota do Surabaya por 3 a 2, dentro de casa, a sexta partida sem vencer da equipe, milhares de torcedores invadiram o estádio do clube e o vandalizaram, quebrando o banco de reservas, a pista de atletismo, chegando até a atoar fogo nas placas de publicidade. Não satisfeitos, chegaram a bater em jogadores e comissão técnica do time.
O Persebaya Surabaya é um dos maiores vencedores do Campeonato Indonésio, com seis canecos, mas vinha de anos ruins onde não jogou a primeira divisão, chamada de Liga I. Agora, a torcida dos "crocodilos verdes", como são chamados, devem pegar um longo gancho e ficarão fora de seu estádio por um bom tempo.
Veja no link a seguir as cenas de selvageria provocados pelos torcedores: https://twitter.com/R4jaPurwa/status/1189165773626888195?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1189165773626888195&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.goal.com%2Fbr%2Fnot%25C3%25ADcias%2Fjogo-na-indonesia-termina-em-cenas-de-selvageria-assista%2F1qukksn14xvbx1gqd1bs5f82jx
As cenas na Indonésia acabam lembrando outras invasões marcantes na história recente do futebol: quando torcedores chilenos invadiram o Maracanã em 2014, após derrota na Copa do Mundo, ou quando torcedores do Coritiba acabaram invadindo e depredando o Couto Pereira em 2009, após rebaixamento do Coxa no Brasileirão.
A equipe que foi a campo contra o Sleman conta com dois brasileiros, e ambos chegaram a balançar as redes na partida: David da Silva, atacante paulista de Guarulhos, com passagem pela Catanduvense, e Diogo Campos, tocantinense com passagens pelo Atlético Goianiense, Santa Cruz e Botafogo-SP.
O Sleman também tinha um brasileiro no jogo: o folclórico Guilherme Batata, meia que teve passagem apagada pela base do Athletico-PR. Na partida, o brasileiro dividiu o meio de campo do Sleman com um indonésio de 26 anos chamado Dave Mustaine. Certamente, Batata e Mustaine é uma dupla de meiocampistas muito "pesada."

www.goal.com.br
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador