Treinador do Botafogo-PB revela ansiedade antes da final da Copa do Nordeste

Foto: Nádya Araújo/ Botafogo-PB
Está chegando a hora da decisão. Nesta quinta-feira (23), o Botafogo-PB entra em campo para os primeiros 90 minutos da final da Copa do Nordeste deste ano. Vindo de uma boa vitória pela Série C do Campeonato Brasileiro, a euforia já toma conta do elenco botafoguense para um dos jogos mais importantes da história do clube paraibano.
Em campo, um adversário difícil, o Fortaleza, equipe de Série A, mas que o Belo já teve a oportunidade de vencer nesta temporada.
Sobre isso, o treinador Evaristo Piza falou sobre a angústia para a partida no Estádio Castelão, enfatizando o bom momento vivido pela equipe botafoguense, mas frisando que não está sendo fácil conter a ansiedade dos atletas para uma das partidas mais importantes da carreira de alguns deles.
– É importante, uma questão única, ter a possibilidade de ser campeão da Copa do Nordeste. A euforia é grande. Parece que é simples, mas não é fácil controlar isso, o pensamento é apenas neste jogo, inclusive entre os próprios jogadores, sempre a conversa terminava no Fortaleza e agora chegou o nosso momento. É um grupo experiente, muitos vão viver este momento pela primeira vez em suas carreiras – disse o treinador do Belo.
Piza falou sobre a invencibilidade atual da equipe, que está há mais de dois meses – ou 16 jogos seguidos – sem saber o sabor da derrota. O treinador cravou que é um ótimo momento para uma véspera de final, que traduz bem a qualidade do elenco do Botafogo-PB que, segundo ele, é uma equipe a ser batida.
– São 16 jogos sem perder, desde o dia 13 de março, contra o Londrina. É um momento muito importante para o clube, para os atletas, para a comissão técnica. Você mostra que temos uma equipe organizada, que somos uma equipe difícil de ser batida, independente de jogar dentro ou fora de casa, independente da competição e isso tudo é mérito desse grupo, que está comprometido com os objetivos da temporada – afirmou.
O comandante analisou também as qualidades do adversário da final. Para ele, a equipe do Fortaleza desempenha um futebol estratégico, utilizando a velocidade do setor ofensivo como principal arma, somada a um sistema defensivo com estrutura organizada, possibilitando investidas rápidas pelos lados do campo.
– O Rogério Ceni vem fazendo um excelente trabalho lá no Fortaleza. É um time que joga muito reativo, com jogadores de muita velocidade lá na frente, onde temos que ter muita atenção para saber neutralizá-los – concluiu.

Equipe @Vozdatorcida 
Com Gabriel Botto/Correio da Paraíba
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador