Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você Lembra de Esquerdinha

Como tantos outros garotos de sua idade, o paraibano da cidade de Caiçara José Marcelo Januário Araújo, conhecido por “Esquerdinha”, batia as suas peladas sempre que podia e em decorrência de suas habilidades era escalado para jogar no meio de campo.  Normalmente a camisa dez é reservada para o craque da equipe, assim ocorria com aquele jovem.
Foi no Santos de Tereré que o craque surgiu para a torcida e a imprensa esportiva paraibana. No time do saudoso José Walter Marsicano ele disputou dois campeonatos profissionais.  Já em 1992 estava no alvinegro da estrela vermelha e sendo efetivado na lateral esquerda pelo ator global e pseudo treinador Nuno Leal Maia, que por aqui passou treinando o Botafogo.
Em 1994 ele disputou a Copa do Nordeste com a equipe da maravilha do contorno e seu futebol chamou a atenção dos empresários do ramo. Daí em diante a carreira daquele menino nascido em 06 de maio de 1972 não parou de crescer e seu futebol versátil e estiloso de ser elogiado. Daqui ele foi para o Corinthians de Alagoas, Paraguaçuense de São Paulo, Bahia e Fluminense carioca.
Quando foi em 1996 o seu passe foi comprado pelo Vitória da Bahia,   os títulos começaram a surgir e o seu futebol atingiu um padrão fantástico de qualidade  ao lado de companheiros e estrelas  como Bebeto e Petrovikc. Era o ano de 1998 e o rubro-negro baiano havia formado uma excelente equipe.
O país tinha ficado pequeno para o nosso lateral e em 1999 ele foi transferido para o Futebol Clube do Porto, time de grande tradição na terra de Eusébio e Cristiano Ronaldo. Ele participou daquela brilhante conquista do título de penta campeão português. Foi campeão da Super Taça Cândido de Oliveira em 1999, também conquistando a Taça Portugal nos anos 1999\2000.
Vestindo a camisa número 30 do Porto o nosso ídolo disputou a Liga dos Campeões da Europa e outros torneios importantes, enfrentando jogadores do nível de Ronaldo Fenômeno, Rivaldo, Figo e Pepe Guardiola. Era o ápice da carreira do lateral “Esquerdinha”.
Sua outra passagem no velho mundo foi vestindo o manto do Real Zaragoza da Espanha. Em terras espanholas o paraibano tinha mais liberdade para jogar, realizando jogadas individuais e podendo apoiar com mais frequência. A sua temporada nas terras espanholas também foi exitosa. Ele ainda teve uma rápida passagem no Acadêmica, da prazerosa e histórica cidade de Coimbra.
Em 2007 “Esquerdinha” estava de volta ao Botafogo da Paraíba para encerrar a sua carreira. Ainda tentou a profissão de técnico, como auxiliar de Neto Maradona, porém resolveu largar o futebol e cuidar de seus negócios. E quando foi agora, precisamente no dia 31 de outubro do fluente ano, o craque partiu para a eternidade deixando muita saudade, para os amigos, familiares e cronistas esportivos.
Para nós, torcedores e cronistas e desportistas de um modo geral ficou a certeza que o cidadão José Marcelo Januário Araújo, o popular “Esquerdinha”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na história do futebol paraibano.

Serpa Di Lorenzo
Membro Pleno do TJDF PB, da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador