Nosman rebate críticas de Eduardo Araújo e denuncia gestão de Amadeu na FPF

Foto: Cisco Nobre/GloboEsporte.com
O atual presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Nosman Barreiro, não gostou nada da insinuação de que ele não passa de um testa de ferro da ex-presidente Rosilene Gomes. A declaração contra o dirigente partiu do ex-diretor executivo da FPF, Eduardo Araújo, que trabalhou na gestão de Amadeu Rodrigues, mas que deixou de fazer parte do quadro de funcionários da entidade tão logo Nosman assumiu o comando. O novo presidente rebateu as críticas e ainda denunciou que algumas das imagens das câmeras do circuito de segurança da Federação foram apagadas, pela gestão anterior, antes da sua posse.
Além de acusar Nosman de ser testa de ferro de Rosilene, Eduardo Araújo, que pediu demissão do seu cargo imediatamente após a posse do novo mandatário, acrescentou que a ex-presidente esteve presente na entidade em um dia sem movimentação e às escondidas. Nosman negou veementemente essa acusação.
- A fala dele é totalmente falaciosa. A Federação está aberta para todos. Todo mundo que procurar. Eu convidei ela (Rosilene), mas ela não veio como ele disse. E chamei porque eu me dou bem com ela. Tínhamos (Nosman e Amadeu) uma aliança com ela na época da nossa eleição. Mas, assim que a chapa venceu, Amadeu rompeu com ela e, três meses, depois rompeu comigo. Foi quando passei a investigar a fundo os problemas da Federação. Os desvios de dinheiro que chegava da CBF. Ele (Eduardo Araújo) se esquece que fui eu o responsável pelas denúncias mais graves contra a entidade que, inclusive, fazem parte da Operação Cartola. Como eu fiz tudo isso e sou testa de ferro de alguém? O Eduardo está dentro do direito de espernear no desespero pela situação longe da FPF. Eu vou mostrar com trabalho e responsabilidade que não sou nada do que ele falou - alegou Nosman Barreiro.
Quem também se manifestou contra as declarações de Eduardo Araújo foi o advogado de Nosman, Diego Lima. Em sua fala, o profissional que defende os interesses do presidente da FPF fez duras críticas ao ex-diretor executivo da entidade e ainda acusou a gestão anterior de ter apagado algumas imagens das câmeras de segurança da FPF pouco antes de Nosman tomar posse.
- É lamentável que um advogado se preste a esse serviço sujo, leviano e baixo. Não se espera uma postura dessas de um advogado como ele. Lamentável... inclusive com mentiras, dizendo que a senhora Rosilene teria vindo escondido à Federação. Diferente da gestão do patrão dele, do senhor Amadeu Rodrigues, que apagou as câmeras de alguns dias nas vésperas de Nosman tomar posse. As câmeras estão lá e todo mundo pode ter acesso (à FPF), não só Rosilene, como o delegado Lucas Sá, o Ministério Público, a imprensa e todo mundo que queira vir. Diferente do que ocorria na gestão anterior. Ele que serve de testa de ferro do patrão dele. Nosman tem autonomia e história no futebol - ressaltou o advogado de Nosman Barreiro.
O advogado ainda assegurou que o presidente irá comunicar ao delegado de polícia sobre o caso das imagens.
Já quanto à realização das eleições, também presente na fala de Eduardo Araújo, Nosman Barreiro garantiu que fica no cargo até o fim do mandato.
- Vou terminar o meu mandato, que acaba no dia 31 de dezembro. As eleições serão realizadas dentro do prazo normal e já previsto. É claro que, se chegar algum pedido emitido pelos clubes, será apreciado e, caso seja válido, vai ser homologado e partiremos para a eleição. Se não, teremos prazo normal, que é o mais provável - decretou o mandatário.

GloboEsporte.com/pb
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador