Inspirado em Ceni, goleiro paraibano de 13 anos e 1,82m assina contrato com o São Paulo

 
Diego Henrique assinou contrato de um ano com o São Paulo (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)
Diego Henrique tem 13 anos e 1,82m de altura. O tamanho do menino e a desenvoltura como goleiro atuando no ano passado pelo Sport chamaram a atenção de um olheiro do São Paulo, que não quis perder a chance de ter uma jóia no elenco. Em 2018, a camisa que ele vai vestir é justamente a do Tricolor paulista e, no clube, tem a esperança de trilhar o mesmo caminho do ídolo Rogério Ceni.
O contrato de formação - por não ter idade ainda para assinar um profissional - tem duração de um ano. Diego vai ser integrado à categoria sub-14 e vai morar no CT do clube, em Cotia, no interior de São Paulo, onde vai ter direto a moradia, alimentação, estudos e também uma ajusta de custo.
    - Treinei quase todos os dias para isso. É uma oportunidade muito boa. Quero ganhar muitos títulos com a camisa do São Paulo. Quero ser o melhor goleiro do São Paulo - comemorou Diego Henrique. 
Goleiro atuou no futsal do Benfica desde os 5 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Ele começou a jogar bola no futsal aos 5 anos, no Benfica - tradicional time de João Pessoa -, e permaneceu até hoje, agora nos gramados. Mas nem sempre atuou na posição de goleiro.
- No início fui ser jogador (na linha). Acabei não dando muito certo como jogador. O professor depois me colocou no gol e deu certo - relembrou o garoto de 13 anos.
Diego Henrique intensificou treinamentos com o preparador de goleiros (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Quem treinou Diego Henrique desde o início da carreira nas quadras foi Carlos Pinto. Inclusive, o professor intensificou os treinamentos do pupilo antes do embarque para São Paulo nesta sexta-feira.
- Isso é uma satisfação. Todo treinador de goleiros sonha em preparar goleiros nas categorias de base e ver no profissional. É só esperar o tempo de Diego chegar, que, com certeza, ele vai vencer na vida - comemorou Carlos Pinto.
Na nova casa, o goleiro paraibano ainda irá buscar adaptação e o entrosamento com os parceiros. Mas Diego Henrique deixa João Pessoa bem determinado a tentar fazer história feito o ídolo dele, Rogério Ceni, e também querendo se aperfeiçoar no fundamento da bola parada.
- Sempre quis ser igualzinho a Rogério Ceni. Sempre treinei para isso e estou aí nessa carreira. Quero tentar bater faltas como ele também - finalizou.

Globo Esporte PB
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador