Causos & Lendas do Nosso Futebol: "Você lembra de Adriano"

Ele nasceu em João Pessoa, precisamente no ano de 1968, e foi registrado como Adriano Rodrigues de Almeida, o popular Adriano. Jogando em times de bairro, desde cedo ele mostrou a sua aptidão com a bola nos pés.  Em 1989 ele estreava como jogador profissional envergando a camisa de número seis do Santos Futebol Clube desta capital. Infelizmente na segunda partida disputada ele sofreu uma lesão que o afastou dos gramados temporariamente e que iria prejudicá-lo em toda a sua carreira profissional.
Em 1990, teoricamente recuperado da lesão, Adriano e mais trezentos jovens participaram de um peneirão no Auto Esporte Clube então dirigido pelo técnico Dagoberto. Ele foi selecionado e passou a ser integrante do plantel profissional que, brilhantemente, conquistou a taça de campeão estadual daquela temporada.
No clube do povo Adriano disputou quatro bem-sucedidas temporadas, sendo também campeão em 1992 e um dos destaques da equipe na Copa do Brasil, em confrontos com o Grêmio Portoalegrense, no ano de 1991. Ele não só sabia defender e marcar com segurança mas também sabia apoiar e efetuar lançamentos, demonstrando ótima visão do campo. Segundo os saudosos torcedores do “Macaco Autino”, ele foi o melhor lateral esquerdo de toda a história do clube.
Em 1993 o nosso homenageado recebeu convite e foi defender o time do Capela, depois foi transferido para o Linense, ambas equipes alagoanas. Naquele estado, ele foi campeão da segunda divisão.
Em 1994 foi convidado a retornar ao nosso futebol, desta vez para vestir e honrar a camisa do Treze Futebol Clube. Ao deixar o Presidente Vargas, Adriano foi escrever a sua história na cidade de Santa Rita, onde foi campeão da segunda e primeira divisão, com a camisa tricolor do Santa Cruz canavieiro.
Em 1996 estava Adriano mostrando o seu potencial na Paraguaçuense, interior de São Paulo. Em 1997, ele retornou ao nosso solo para defender as cores do Botafogo Futebol Clube. Depois teve rápidas passagens no Potiguar de Mossoró, no Náutico do Recife, novamente no Capela alagoano, no Atlético amazonense e, já em 2000, retornou ao Auto Esporte Clube e pendurou as suas disputadas chuteiras com 32 anos de idade.
 Depois de uma passagem bem-sucedida como treinador da base do Botafogo Futebol Clube, o hoje professor de Educação Física Adriano Rodrigues de Almeida, administra e prioriza uma franquia de escolinha do Esporte Clube Vitória, da Bahia, na cidade de Bayeux, local aonde transmite o seu conhecimento adquirido e descobre promessas e futuros talentos. 
Para nós, torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza de que o lateral esquerdo Adriano Rodrigues de Almeida, o popular Adriano, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas, na brilhante história do futebol paraibano. 

Francisco Di Lorenzo Serpa
Membro da API, UBE e APP
falserpa@oi.com.br 
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador