Fla assina contrato e Record oficializa transmissão do Carioca até 2022

Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
A Record oficializou nesta quarta-feira (17) a compra dos direitos de transmissão do Campeonato Carioca até 2022. A emissora esperava a assinatura do Flamengo, que demorou alguns dias por que precisava aprovar a proposta em seu conselho deliberativo, como manda o regimento interno. Será o retorno do canal de Edir Macedo para a competição depois de 24 anos —a última edição exibida foi em 1997. 
Os outros clubes assinaram contrato na semana passada. Neste ano, a TV pagará R$ 11 milhões. Em 2022, a cota sobe para R$ 15 milhões. Mylena Ciribelli, contratada desde 2009 pela emissora paulista, será o principal rosto do Carioca na Record. 
A jornalista de 53 anos gravará chamadas para apresentará atrações pré-jogo e comandará os intervalos das partidas exibidas. Além disso, seguirá à frente de quadros esportivos em noticiários. Para a narração, o escolhido é Lucas Pereira, ex-Grupo Globo, contratado pela Record em 2012 para os Jogos Olímpicos de Londres. 
O locutor tem identificação com o público carioca: em 2007, por exemplo, foi ele quem narrou o milésimo gol da carreira de Romário, no SporTV.
A entrada repentina da Record na disputa pelo Carioca surpreendeu até mesmo seus funcionários, que já davam a emissora como carta fora do baralho nos eventos esportivos. A proposta foi feita pela filial da TV no Rio de Janeiro, com aporte da cabeça de rede em São Paulo. 
O projeto foi arquitetado por Thomaz Naves, diretor comercial da emissora desde 2007 e que trabalhou no marketing do Flamengo em 1999.
Agora, a emissora busca completar seu quadro para as transmissões: para o cargo de comentarista, o mais cotado é o ex-jogador Edmundo, com passagens por Band, RedeTV! e Fox Sports. Pesa também a favor do ex-jogador a experiência em transmissões de televisão. 
O ídolo vascaíno começou a atuar como comentarista em 2009. A Record não quer um novato para a função.
Os clubes aceitaram a proposta da Record mesmo com a Globo oferecendo R$ 50 milhões por todas as mídias do campeonato. 
Os times acreditam que irão faturar mais com o pay-per-view próprio do torneio, que está sendo montado por Marcelo Campos Pinto, ex-executivo da Globo. Os clubes também irão vender outros direitos do Estadual, como publicidade e direitos comerciais.

Por Gabriel Vaquer 
Via Uol.
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador