Com 2 gols de Brenner, São Paulo goleia Botafogo e abre 7 pontos na liderança do Brasileirão

Foto: Anderson Lira/Framephotos/GPress
O São Paulo chegou ao seu 17º jogo de invencibilidade no Campeonato Brasileiro. Recebendo o Botafogo nesta quarta-feira, no Morumbi, em partida atrasada válida pela 18ª rodada da competição, o time comandado por Fernando Diniz não desperdiçou a oportunidade de abrir sete pontos de vantagem na liderança, saindo de campo com a goleada por 4 a 0, gols marcados por Brenner (2), Reinaldo, de pênalti, e Hernanes.
Com o resultado, o São Paulo se isolou ainda mais na ponta da tabela. Agora, o Tricolor soma 50 pontos, contra 43 do Atlético-MG, vice-líder. Agora com todos os jogos adiados já disputados, a equipe comandada por Fernando Diniz agora volta o foco para o clássico contra o Corinthians, domingo, na Neo Química Arena.
O Botafogo, por sua vez, segue seu martírio no Brasileirão. Nesta quarta-feira, o Glorioso precisava da vitória para se distanciar do lanterna Goiás, porém, com o revés para o São Paulo, a vantagem segue em apenas um ponto, e o rebaixamento parece cada vez mais provável.
O jogo – O São Paulo não quis saber de perder tempo e tratou de abrir o placar logo aos dez minutos de jogo. Em uma boa trama ofensiva, Luciano saiu tabelando com seus companheiros na entrada da área, e Gabriel Sara foi acionado pela esquerda. O meia cruzou na área, na medida para Brenner chegar testando como manda a cartilha do bom centroavante para abrir o placar, coroando a grande jogada do ataque tricolor.
Cinco minutos depois, aos 15, Brenner teve uma nova oportunidade, aproveitando rebote da cabeçada de Arboleda, dentro da pequena área, mas, meio sem ângulo, acabou carimbando a trave. Mas, a noite era mesmo do atacante revelado em Cotia. Aos 26 minutos, Luciano tocou em profundidade para Brenner arrancar, invadir a área e soltar a bomba, ampliando para o São Paulo no Morumbi.
Se a situação já estava difícil para o Botafogo, ficou ainda pior aos 33 minutos, quando Marcelo Benevenuto entrou com as travas da chuteira na coxa de Luan e acabou expulso após revisão do VAR. Daí em diante a pressão do São Paulo só aumentou. Diego Cavalieri foi obrigado a fazer duas boas defesas em chutes de Tchê Tchê e Luan já na reta final do primeiro tempo, só que antes de as equipes irem para o intervalo, o Tricolor ainda teve tempo para aumentar a vantagem no marcador.
Aos 44 minutos, Igor Gomes recebeu livre e bateu forte, cruzado. A bola bateu no braço de Forster e, após nova intervenção do VAR, o árbitro da partida acabou marcando o pênalti. Reinaldo foi para a cobrança e não desperdiçou, fazendo o terceiro gol do São Paulo e tornando a volta por cima do Botafogo praticamente impossível.
Segundo tempo
No segundo tempo o São Paulo continuou com a mesma sede de gols. Logo aos dois minutos Reinaldo só não transformou a elástica vitória em goleada porque Diego Cavalieri defendeu o forte chute do lateral-esquerdo dentro da área. Pouco depois, após recuou de cabeça de Marcinho, o goleiro do Botafogo quase protagonizou uma lambança, saindo sem conseguir ficar com a bola e por pouco não deixando Brenner empurrar para o fundo das redes.
Com a vitória assegurada, o técnico Fernando Diniz decidiu tirar Igor Gomes Gabriel Sara e Luan, todos pendurados, para a entrada de Vitor Bueno, Hernanes e Rodrigo Nestor. E aos 15 minutos o Profeta obrigou Cavalieri a fazer grande defesa em chute de fora da área. O Botafogo respondeu com Caio Alexandre, que recebeu pela esquerda, levou para o meio e bateu, balançando as redes pelo lado de fora.
A partida não perdia intensidade. Em um segundo ataque, o Fogão chegou a assustar em chute de Pedro Raul da entrada da área, mas faltou pontaria ao atacante. O São Paulo, por sua vez, carimbou a trave com Vitor Bueno, também em finalização de meia distância.
Antes do apito final, Luciano ainda teve duas derradeiras chances de garantir a goleada para o São Paulo, mas faltou sorte. Aos 33, o atacante completou de cabeça o cruzamento de Vitor Bueno, mas Diego Cavalieri fez ótima defesa à queima-roupa e ainda contou com a ajuda do travessão para evitar o gol. Depois, o camisa 11 completou o passe rasteiro de Igor Vinícius, mas o goleiro botafoguense novamente apareceu bem. Coube a Hernanes, aos 44 minutos, acertar um belo chute de fora da área, no ângulo, para sacramentar a vitória maiúscula do Tricolor no Morumbi.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 4 X 0 BOTAFOGO
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 9 de dezembro de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG)
VAR: Wagner Reway (PB)
Gols: Brenner, aos 10 e aos 26 do 1ºT, Reinaldo, aos 45 do 1ºT, e Hernanes, aos 44 do 2ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Pedro Raul, Rafael Forster (Botafogo)
Cartão vermelho: Marcelo Benevenuto (Botafogo)
SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan (Rodrigo Nestor), Tchê Tchê (Pablo), Gabriel Sara (Hernanes) e Igor Gomes (Vitor Bueno); Brenner e Luciano.
Técnico: Fernando Diniz
BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Kanu e Forster; José Welison (Luiz Otávio), Caio Alexandre e Bruno Nazário; Lucas Campos (Kevin), Kalou e Pedro Raul (Matheus Babi).
Técnico: Felipe Lucena (auxiliar)

Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador