Com gols de Arthur e Richarlison, Brasil vence Uruguai em Montevidéu e mantém 100% de aproveitamento nas Eliminatórias Sulamericanas

Foto: Divulgação/CBF/Lucas Figueiredo
A seleção brasileira venceu por 2 a 0 o Uruguai, nessa terça-feira (dia 17) à noite, em Montevidéo, pela quarta rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Os gols foram de Arthur e Richarlison.
Com o resultado, o Brasil ampliou sua vantagem na liderança, somando 12 pontos (quatro vitórias em quatro jogos). O Uruguai está em 5º lugar, com duas vitórias e duas derrotas. Após 18 rodadas, os quatro primeiros se classificam para a Copa do Mundo do Catar. O 5º colocado disputa uma repescagem.
A equipe do técnico Tite volta a jogar pela competição em março de 2021, contra a Colômbia, no Brasil.
SÉRIE INVICTA
O time de Tite está invicto há 28 meses em competições. A última derrota por torneios foi na Copa do Mundo de 2018, em julho, para a Bélgica. Depois, disputou mais 10 jogos (6 na Copa América de 2019 e 4 nas Eliminatórias em 2020).
RETROSPECTO
A última derrota do Brasil para o Uruguai aconteceu em 2001, na estreia de Felipão como técnico. Depois daquele duelo, foram mais seis vitórias brasileiras e cinco empates.
DESFALQUES
Os desfalques da seleção eram Éder Militão, Rodrigo Caio, Casemiro, Fabinho, Phillipe Coutinho, Neymar e Pedro, todos lesionados. Com Covid-19, Gabriel Menino também ficou fora.
O Uruguai não contava com Valverde (Real Madrid), Maximiliano Gómez (Valencia), Coates (Sporting-POR), Martín Silva (Libertad), Viña (Palmeiras), Rodrigo Muñoz (Cerro Porteño) e Luis Suárez (Atlético de Madri).
O JOGO
O Brasil dominou o primeiro tempo e abriu o placar aos 33, após boa jogada de Everton Ribeiro. Gabriel Jesus recebeu na área e rolou para Arthur, que chutou colocado: 1 a 0. A seleção ampliou aos 44. Renan Lodi cruzou e Richarlison cabeceou no canto. O Uruguai quase diminuiu aos 47, quando De La Cruz cobrou falta com cruzamento para Godín, que cabeceou a bola no travessão.
No segundo tempo, a seleção de Tite seguiu controlando o jogo e teve poucas jogadas ofensivas. O Uruguai não conseguia atacar e ficou em situação ainda mais complicada aos 26, com a expulsão de Cavani.
A primeira substituição de Tite foi aos 25 do 2º, com Everton no lugar de Richarlison. Bruno Guimarães e Lucas Paquetá só entraram no jogo aos 46 do 2º tempo.
ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Brasil somou 6 finalizações (4 certas), 57% de posse de bola, 85% de acerto nos passes e 2 escanteios. O Uruguai obteve 5 finalizações (nenhuma certa), 43% de posse de bola, 76% de acerto passes e 5 escanteios. Os números são do site Sofascore.
URUGUAI 0x2 BRASIL
Uruguai: Campaña; Cáceres, Giménez, Godín e Oliveros; Torreira (Arambarri), Bentancur (Brian Rodríguez), Nández e De la Cruz (Jonathan Rodríguez); Cavani e Darwin Núñez. 
Técnico: Óscar Tabárez
Brasil: Ederson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Douglas Luiz (Bruno Guimarães), Arthur e Éverton Ribeiro (Lucas Paquetá); Gabriel Jesus, Richarlison (Everton) e Roberto Firmino. 
Técnico: Tite
Gols: Arthur (33-1º) e Richarlison (44-1º)
Expulsão: Cavani (26-2º)
Cartões amarelos: Cáceres, Giménez e Nández (U). Douglas Luiz (B).
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Local: Estádio Centenário

Bem Paraná
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador