Atlético de Cajazeiras vence Salgueiro, entra no G4 e elimina o Campinense na Série D

Foto: Ascom/Atlético
No estádio Perpetão, na tarde deste domingo (22), o Atlético de Cajazeiras recebeu o Salgueiro em partida válida pela décima terceira e penúltima rodada do Grupo A3 da Série D do Campeonato Brasileiro. O Trovão jogou melhor, venceu por 2 a 1, entrou no G4 e de quebra eliminou o Campinense matematicamente da competição.
A Raposa tem 14 pontos, e o time sertanejo, com 16, enfrenta o Globo-RN, que tem 15, na última rodada. Como tem cinco vitórias contra três do rubro-negro, quem vencer na partida em Ceará-Mirim avança. Em caso de empate, o Atlético se classifica.
A vitória deixa o Trovão Azul com 16 pontos, agora ocupando a quarta colocação do Grupo A3, com um ponto a mais que o Globo-RN, primeiro fora do G4, e próximo adversário do Trovão, na próxima sexta-feira (27), na última rodada da primeira fase.
O Salgueiro-PE segue com 23 pontos na vice-liderança da chave. O Carcará enfrenta o Guarany de Sobral no jogo restante da fase de grupos, agora sem chances de alcançar o América-RN, primeiro colocado com 27 pontos.
O JOGO
Sem sua principal peça de transição da defesa para o ataque, o lateral-direito Iranilson, que vem jogando como um ponta pela direita, o técnico Celso Teixeira resolveu escalar o Atlético de Cajazeiras com três atacantes, colocando Testinha para formar o trio ofensivo com Pachu e Bruno Gonçalves.
A opção por uma formação mais ofensiva não funcionou no primeiro momento. Se lançando ao ataque, o Trovão dava espaços para o Carcará atacar pelos lados do campo, nas costas de Filipinho e Davi, mas no último passe o atual campeão pernambucano pecava e não conseguia assustar o estreante arqueiro Danilo.
Apenas no fim da primeira etapa o Atlético de Cajazeiras veio criar chances de gol. Aos 38 minutos, Patrick lançou e o goleiro Lucas saiu do gol para afastar, mas a bola foi no pé de Bruno Gonçalves, que tocou mansamente para o gol vazio. Mas a bola foi tão fraca que o zagueiro Leozão conseguiu chegar e afastar em cima da linha.
No minuto seguinte, Pachu recebeu na entrada da área pela esquerda, cortou para o meio e bateu de direita no canto esquerdo do goleiro pernambucano, que espalmou para o lado e evitou o tento. E aos 40, Davi invadiu a área e quando ficou cara a cara com o arqueiro adversário, se atrapalhou e a defesa conseguiu evitar o chute firme.
Segundo tempo
Em busca do gol a qualquer custo, o time paraibano começou a segunda etapa tentando pressionar e por pouco não conseguiu fazer um belo gol já aos 8 minutos, quando Filipinho cruzou da direita e Bruno Gonçalves deu uma mistura de voleio e bicicleta, pegando em cheio na bola, mas ela foi a direita da meta de Lucas.
E aos 10 miutos, Michel encontrou Bruno Gonçalves na área. O camisa 9 fez o pivô e tocou para Pachu aparecer na pequena área, desviar de pé direito antes do zagueiro e abrir o placar no Perpetão.
O treinador Daniel Neri resolveu mudar o ataque e colocar o Salgueiro-PE para tentar pressionar, mas a falta de criatividade e a boa postura defensiva atleticana fizeram com que o goleiro Danilo praticamente não trabalhasse no jogo.
Já perto do fim do jogo, aos 45 minutos, o Atlético de Cajazeiras achou bom contra-ataque com Diogo Peixoto pela direita, que cruzou para a área. Patrick trombou com a defesa e Edmar apareceu na pequena área para tocar de pé direito e marcar o segundo gol dos donos da casa.
Antes do apito final, aos 51, Renato arriscou da intermediária de pé esquerdo e mando uno canto direito de Danilo, que não conseguiu chegar, e diminuiu o placar para o Carcará.
Ficha técnica
Atlético de Cajazeiras 2 x 0 Salgueiro-PE
Campeonato Brasileiro da Série D 2020
Grupo A3 – 13ª rodada
Estádio: Perpetão (Cajazeiras)
Arbitragem: José Wellington Bandeira (ES); Schumacher Marques (PB) e Rafael Guedes de Lima (PB)
Gols: Pachu, Edmar (A); Renato (S)
Cartões amarelos: Bruno Gonçalves, Danilo, Testinha (A); Alison, Moreilândia (S)
Atlético de Cajazeiras: Danilo, Filipinho, Wesley, Jeferson, Davi; Jean Santos, Michel, Patrick; Testinha (Daniel), Pachu (Edmar) e Bruno Gonçalves (Custódio). Técnico: Celso Teixeira.
Salgueiro-PE: Lucas, Sinho, Ranieri (Arthur), Leozão, Daniel; Bruno Sena, João Paulo (Cesinha), Moreilândia (Hugo), Renato; Daniel Passira (Tomas Anderson) e Alison (Tarcísio). Técnico: Daniel Neri.

Voz da Torcida
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador