Treze precisa quebrar tabus contra o Botafogo-PB para chegar à final do Campeonato Paraibano

Treze precisa quebrar tabus contra o Botafogo-PB para chegar à final do Campeonato Paraibano(Foto: Junot Lacet Filho)
Para seguir vivo na briga pelo título do Campeonato Paraibano, o Treze vai precisar vencer o Botafogo-PB por pelo menos dois gols de diferença nesta quarta-feira, no Amigão. Se o Galo vencer por essa margem de exatamente dois gols, a disputa da semifinal vai para as penalidades. No entanto, eis um grande porém: o Galo da Borborema não vence o Belo por uma diferença de pelo menos dois gols desde 2015, quando passou pelo rival por 2 a 0 no quadrangular final do estadual daquele ano. De lá até aqui, foram 11 edições do Clássico Tradição, com apenas uma vitória trezeana (por 1 a 0), três empates e sete vitórias botafoguenses.
E já faz tempo que o Treze não vence o Botafogo-PB por qualquer que seja o placar. A última vez em que o Galo saiu vitorioso de um Clássico Tradição foi há mais de três anos, em abril de 2017, quando venceu o Belo por 1 a 0 no Almeidão, pelo Campeonato Paraibano. Mas repetir esse placar nesta quarta-feira não será suficiente para os trezeanos, já que, no jogo de ida desta semifinal, na última sexta-feira, no Almeidão, o clássico terminou com vitória botafoguense por 2 a 0.
Assim, para devolver o placar e vencer o Botafogo-PB por dois gols diferença - que é o resultado mínimo de que precisa para seguir na briga pelo título, já que, dessa forma, levaria a disputa para os pênaltis -, o Treze vai ter que quebrar um tabu maior ainda. Foi em junho de 2015 - portanto, há mais de cinco anos - que o Galo conseguiu a sua última vitória por uma margem de dois gols sobre o Belo.
Naquela oportunidade, jogando no Amigão, Alisson Santana e Nonato marcaram os gols da vitória trezeana. Desde então, lá se vão 11 jogos nos quais o Treze conseguiu apenas mais uma vitória (essa de 1 a 0, em 2017), o Botafogo-PB conseguiu sete e houve ainda um empate. Se pegarmos a partir daí apenas os jogos no Amigão, onde os times vão se enfrentar nesta quarta-feira, temos cinco partidas, com um empate e quatro vitórias do Belo. Ou seja, aquele 2 a 0 para o Galo em 2015 foi a última vez que o time se saiu vitorioso de um Clássico Tradição jogado no principal estádio de Campina Grande.
Histórico do Clássico Tradição desde a última vitória do Treze por dois gols de diferença
DATA JOGO LOCAL COMPETIÇÃO
10/06/2015 Treze 2 x 0 Botafogo-PB Amigão Campeonato Paraibano
15/02/2017 Treze 0 x 1 Botafogo-PB Amigão Campeonato Paraibano
16/04/2017 Botafogo-PB 0 x 1 Treze Almeidão Campeonato Paraibano
30/04/2017 Treze 2 x 3 Botafogo-PB Amigão Campeonato Paraibano
07/05/2017 Botafogo-PB 1 x 1 Treze Almeidão Campeonato Paraibano
21/01/2018 Botafogo-PB 1 x 1 Treze Almeidão Campeonato Paraibano
18/02/2018 Treze 2 x 4 Botafogo-PB Amigão Campeonato Paraibano
25/03/2018 Botafogo-PB 2 x 1 Treze Almeidão Campeonato Paraibano
01/04/2018 Treze 0 x 1 Botafogo-PB Amigão Campeonato Paraibano
24/06/2019 Botafogo-PB 4 x 2 Treze Almeidão Brasileiro da Série C
24/08/2019 Treze 2 x 2 Botafogo-PB Amigão Brasileiro da Série C
31/07/2020 Botafogo-PB 2 x 0 Treze Almeidão Campeonato Paraibano
Fonte: GE
Mas... o que o Treze precisa para avançar de forma direta para a final do Campeonato Paraibano, sem precisar passar pela agonia das penalidades máximas? Simples: vencer o Botafogo-PB por três ou mais gols de diferença. Simples? Aí mesmo é que o tabu é grande para ser quebrado. A última vez em que o Galo venceu o Belo por essa margem de gols foi há nove anos, em 2011, num jogo para lá de polêmico. A partida era válida pela semifinal do segundo turno do Campeonato Paraibano daquele ano. O Treze jogava por empate no somatório dos dois jogos, mas o Botafogo-PB havia vencido na ida por 4 a 0, no Almeidão. Na volta, no Amigão, a equipe trezeana devolveu o placar numa partida repleta de emoções, gols e polêmicas, se garantiu na final e, posteriormente, conquistou seu último título estadual.
E, até mesmo abrindo o leque de possibilidades, não é comum encontrar vitórias bem recentes do Treze por esse placar de três ou mais dois de diferença. Apesar dos bons números sob o comando do treinador Moacir Júnior (cinco jogos, três vitórias, um empate e apenas uma derrota), o Galo ainda deve um bom futebol. Neste ano, o Alvinegro de Campina Grande ainda conseguiu vencer por essa margem em jogos oficiais. A última vez em que o saldo foi de pelo menos três gols aconteceu em jogo-treino contra a Perilima, no dia 11 de julho. Em partidas oficiais, a última vitória do Galo da Borborema por diferença de três gols no placar aconteceu no Brasileiro da Série C do ano passado, contra o Sampaio Corrêa, quando venceu exatamente por 3 a 0, em tarde inspirada de Marcelinho Paraíba, no Amigão.
No jogo de ida desta semifinal contra o Botafogo-PB, no Almeidão, o Treze mostrou um tanto de inoperância na construção de suas ações ofensivas. Na defesa, então, foram muitos os espaços cedidos para contra-ataques botafoguenses, que diminuiu o seu ritmo após impor a vantagem de dois gols no placar ainda no primeiro tempo. Sem conseguir se encontrar dentro de campo, o Galo da Borborema amargou uma derrota que causou incômodo interno no clube. E agora não tem jeito: para estar entre os finalistas, o time alvinegro vai precisar superar o retrospecto para lá de negativo dos últimos anos no Clássico Tradição.
Treze e Botafogo-PB entram em campo às 21h30 desta quarta-feira. Caso o Galo da Borborema quebre os tabus que vão estar em campo, consegue também o passaporte de retorno à final do Campeonato Paraibano, que não acontece desde o ano de 2017.

Por Globoesporte.com
João Pessoa
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador