Juíza rejeita pedido do Flamengo e mantém auxílio financeiro a famílias de vítimas do Ninho do Urubu

A decisão da juíza, publicada na última sexta-feira — Foto: Reprodução
Em decisão da última sexta-feira, a juíza Bianca Ferreira do Amaral Machado Nigri rejeitou embargos de declaração do Flamengo, que pretendia suspender a pensão (no valor de R$ 10 mil mensais) para famílias de vítimas do incêndio do Ninho do Urubu.
A pensão foi definida por meio de ação da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. No texto, a juíza justifica a decisão "pela simples razão de que o saneamento do processo se dará depois da realização da audiência de conciliação". A magistrada pede que as partes retornem ao processo em 15 dias para "designação de audiência".
No pedido do Flamengo, os advogados do clube citavam os acordos com sete famílias e o pai de Rykelmo, mas o argumento não modificou a sentença da juíza.
"No mais, o fato de ter o Réu, segundo afirma, realizado acordos com parte das famílias dos menores vitimados no incêndio, depois de quase dois anos do evento, nada altera o curso da demanda.
Embora o Réu pareça entender que está resolvendo em prazo razoável a situação das famílias, para essas quanto maior o tempo para solução da questão, mais premidas ficam pela necessidade de receber auxílio financeiro para sobrevivência."
As famílias de Arthur Vinícius, Christian Esmerio, Pablo Henrique e a mãe do Rykelmo ainda não chegaram a acordo com o Flamengo. Depois de um ano e seis meses da tragédia que vitimou 10 jovens jogadores da base do Flamengo, ainda não há conclusão de inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Por Redação GE
Rio de Janeiro
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador