Dirigente do Treze explica desligamento de Ceará e acredita que atleta é mal-assessorado

Foto: Ramon Smith/ Treze FC
O gerente de futebol do Treze, Almir Dionísio, informou, em pronunciamento à imprensa, na tarde de ontem (26), sobre os acontecimentos envolvendo o atacante Ceará, e que o atleta pediu desligamento do clube.
Um dos destaques do Galo no acesso à Série C em 2018, Francisco Calíope, mais conhecido por Ceará, foi emprestado ao Criciúma depois de passagem pelo sub-23 do São Paulo, onde pouco entrou em campo em ambas oportunidades, e chegou a ter o seu retorno anunciado em fevereiro deste ano ao Presidente Vargas.
Mas, devido a um acerto prévio de empréstimo a Ferroviária-SP, o atleta não pode retornar e teve que ficar a disposição do clube paulista até fim da competição estadual, mesmo sem sequer estar inscrito na competição. O dirigente informou que, pouco antes do seu retorno definitivo, foram informados que o jogador estava treinando no São Caetano. A informação levou o presidente Walter Júnior a entrar em contato e a traze-lo de volta.
– Na véspera da decisão contra o Botafogo-PB, fomos surpreendidos com a comunicação do presidente ao treinador e a mim que estava trazendo o Ceará, que ele estava voltando, que ele era funcionário do clube e que precisava se apresentar. O treinador junto com a comissão técnica e os jogadores o aceitaram bem no grupo. Foi muito bem aceito, muito bem recebido. Por sinal, apresentado por mim ao elenco. Nós abrimos a porta para o Ceará – disse.
O cartola lembrou que, devido ao longo tempo de inatividade, o jogador chegou fora da forma ideal e que seria feito um trabalho para prepara-lo para a Série C. Contudo, acabou entrando em campo no segundo tempo da partida de volta da semifinal e ficou no banco nas duas partidas das finais. Mas quando a participação do alvinegro na competição finalmente iria se iniciar, Ceará surpreendeu a todos.
– Mas me surpreendeu no domingo, na antevéspera do jogo em Recife, dizendo que precisava falar com o presidente. Eu respondi que eram meia noite e meia, não era hora de falar com o presidente e me dizer o que estava acontecendo. Ele só me retornou no outro dia, às 7h, dizendo que não iria viajar com a equipe. Não viajou com a equipe e no dia após o jogo ele retornou dizendo que iria conversar com o presidente e ficou alguns dias conversando – informou.
As conversas não devem ter surtido efeito e o atleta não treinou na semana da partida contra o Paysandu e, desa forma, não viajou para Belém. No dia de ontem (25), entrou em contato com a diretoria informando que estava deixando o seu apartamento e indo embora de Campina Grande, que não atuaria mais pela equipe.
– O Ceará, como diz a nota oficial divulgada ontem em todas as redes sociais do clube, se desligou por conta própria. Ele abandonou o clube, ele saiu do clube, ninguém mais fez nada com ele. Me perguntam se é um atleta promissor. É um atleta promissor, mas não joga desde 2018 e não treina, consequentemente. Ele pode ser mal orientado? Sim, porque tem muita gente que deve cuidar dele e ele não deve estar feliz com esse cuidado que está recebendo, o que está influenciando a sua cabeça e está um pouco perdido com tudo isso. O que é uma pena, porque é um atleta que poderia render muito mais daqui pra frente – lamentou.

Equipe @Vozdaorcida
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador