De virada, Náutico vence Guarani e conquista sua 1ª vitória na Série B

Após quatro empates consecutivos, Náutico venceu a primeira na Série B (Foto: Divulgação/Náutico)
Alívio. Essa é a palavra que define a vitória do Náutico contra o Guarani, de virada, por 2 a 1, no estádio Brinco de Ouro. Com o brilho de Paiva, que voltou ao time após longo tempo fora e iniciou a jogada do primeiro gol e marcou o segundo, nos acréscimos, o Timbu quebrou a sequência de quatro empates e triunfou pela primeira vez na Série B 2020. 
Com o resultado, o Náutico chega aos sete pontos conquistados em seis jogos e fica na 10ª posição. Já o Guarani continua sua sequência de derrotas, que pressiona ainda mais o técnico Thiago Carpini. O próximo compromisso do Timbu será na próxima terça-feira, quando os recifenses retornam aos Aflitos para receberem o Figueirense, às 21h30. 
O Jogo
O jogo começou em um ritmo bem lento. Se respeitando muito, Guarani e Náutico tiveram problemas para propor o jogo e construir jogadas  de efetivo perigo. O panorama começou a se modificar a partir dos 10 minutos, quando os paulistas passaram a tomar para si o ímpeto do jogo. O Timbu, por sua vez, partia sempre em contragolpes pelos lados e bolas lançadas na área por Jean Carlos. 
Portanto, como era de se esperar, a primeira grande chance do jogo saiu dos pés do camisa 10 alvirrubro. Jean Carlos avançou pela esquerda e lançou para Salatiel, que cabeceou e acertou a trave. Com o lance, o Náutico acabou se animando na partida, mas não conseguiu abrir o placar. O castigo veio no último lance da primeira etapa. Ao receber bola livre na intermediária, o volante Eduardo Person teve espaço para dominar, pensar e acertar um lindo chute para colocar o Guarani em vantagem. 
Segundo tempo
Atrás no  placar, o Náutico voltou para a segunda etapa mais desligado e acabou sendo empurrado para seu campo de defesa pelo Guarani. Essa pressão só arrefeceu a partir dos 10, quando o Timbu passou a equilibrar o jogo e finalizar contra a meta de Rafael Pin em cobranças de falta.  
Precisando chegar mais à frente para buscar reverter o resultado, Gilson Kleina acionou Thiago, Paiva e Jhonnatan, além de modificar as duas laterais, substituindo Hereda e Wilian Simões, que sentiu o tornozelo, por Bryan e Erick Daltro, respectivamente. E as mudanças fizeram efeito rápido. Paiva subiu pela esquerda e encontra Salatiel, que deixa de calcanhar para Jean Carlos encher o pé e estufar a rede do Guarani. 
Com o gol de empate, o Timbu passou a exercer uma blitz sobre o Bugre. Os paulistas, por sua vez, passaram a trabalhar o contra-ataque e, com isso, o jogo ganhou em emoção nos minutos finais. Nos acréscimos, após vacilo do goleiro Rafael Pin, que rebateu bola para dentro da área, Paiva aproveitou o presente e deu números finais à primeira vitória Timbu na Série B.
Ficha do jogo
Guarani 1 
Rafael Pin; Cristovam, Walber, Didi e Bidu; Deivid (Arthur Rezende), Eduardo Person e Lucas Crispim; Bruno Sávio (Alemão), Giovanny (João Paulo) e Júnior Todinho (Elias Carioca). Técnico: Thiago Carpini. 
Náutico 2
Marcão; Hereda (Bryan), Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Willian Simões; Rhaldney, Matheus Trindade (Jhonnatan), Jean Carlos e Jorge Henrique; Erick (Thiago) e Salatiel Júnior. Técnico: Gilson Kleina. 
Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Thiaggo Americano Labes e Gizeli Casaril (ambos de SC)
Gols: Eduardo Person aos 45 minutos do 1º tempo (Guarani); Jean Carlos aos 32 e Paiva aos 46 minutos do 2º tempo (Náutico). 
Cartões amarelos: Deivid, Bidu, Eduardo Person (Guarani); Jean Carlos, Fernando Lombardi, Matheus Trindade, Guillermo Paiva (Náutico)

Super Esportes
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador