Daniel Neri: Em tempo de Jorge Jesus, um português menos badalado conquista Estadual

Após 57 anos, Daniel Neri retoma escrita de técnicos estrangeiros campeões em PE (Foto: Paulo Paiva/DP Foto)
Depois do sucesso de Jorge Jesus no Flamengo, os treinadores estrangeiros se tornaram febre no mercado do futebol brasileiro. Só neste ano, Internacional, Santos, Flamengo, Avaí e Atlético-MG (2 vezes) já contrataram gringos. Porém, bem antes do ex-flamenguista conseguir sucesso em terras tupiniquins, outro lusitano já buscava seu espaço por aqui e, agora, sete anos após o desembarque, Daniel Neri conquista seu primeiro título, à frente do Salgueiro.
Daniel Neri Marinho chegou em Pernambuco em 2013, para comandar o Porto, de Caruaru, após trabalhos em categorias de base de clubes do Porto, região portuguesa. No ano seguinte, Daniel foi convidado a assumir os juniores Sport, onde ficou até 2017. No Estadual de 2018, ele esteve no início da campanha do Flamengo de Arcoverde. À frente do Salgueiro desde abril do ano passado, Neri treinou o time na última Série D, sendo eliminado na segunda fase do nacional. 
Levando a taça do Pernambucano para o Sertão pela primeira vez na história, Neri quebra um jejum de 57 anos sem treinadores estrangeiros vencendo o Estadual. O último era o argentino Alfredo González, iniciando o hexacampeonato do Náutico, em 1963. Agora, ao todo, são dez gringos campeões do Pernambucano, somando 14 conquistas. O mais bem sucedido é o argentino Valentin Navamuel, tri pelo Sport, entre os anos 30 e 40. 
Colocando a marca em segundo plano, o treinador revelou que seu trabalho estava em foco total para a fase final do Pernambucano e demonstrou seguir com o foco para a sequência da Série D. Mas, para ele um elemento primordial foi o diferencial do Salgueiro na campanha: o trabalho.
“Um time trabalhador, um grupo trabalhador, uma cidade que muito trabalha em volta do clube, trabalho da torcida empurrando o clube, o trabalho dos diretores, da comissão, os jogadores e de todo pessoal que está aqui. A chave é o trabalho”, enfatizou Daniel.
OS ESTRANGEIROS QUE GANHARAM PERNAMBUCO
1928 - Sport: Carlos Viola (Uruguai)
1938 - Sport: Valentin Navamuel (Argentina)
1939 - Náutico: Humberto Cabelli (Uruguai)
1941 - Sport: Ricardo Díez (Uruguai)
1942 - Sport: Valentin Navamuel (Argentina)
1943 - Sport Valentin Navamuel (Argentina)
1945 - Náutico: Aurélio Munt (Paraguai)
1949 - Sport: Salvador Perine (Uruguai)
1953 - Sport: José Fiorotti (Uruguai)
1956 - Sport: Dante Bianchi (Argentina)
1957 - Santa Cruz: Alfredo González (Argentina)
1958 - Sport: Dante Bianchi (Argentina)
1963 - Náutico: Alfredo González (Argentina)
2020 - Salgueiro: Daniel Neri (Portugal)

Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador