Ceará vence Bahia de virada e leva vantagem para 2º jogo da final da Copa do Nordeste


 Sobral foi novamente um dos principais jogadores do Vovô(Foto: Felipe Santos/cearasc.com)
O Ceará venceu o Bahia por 3 a 1 de virada neste sábado (1), no estádio Pituaçu, pelo 1º jogo da final da Copa do Nordeste. Os gols foram marcados por Fernandão (25', 1ºT), Fernando Sobral (27', 1ºT), Cléber (11', 2ºT) e por Mateus Gonçalves (28', 2ºT). O resultado permite o Vovô perder por até 1 a 0 na 2ª partida da decisão, nesta terça-feira (4), às 21h30. 
1º tempo de muita marcação e pouca criação nos minutos iniciais. Guto fez apenas com 2 mudanças em relação à semifinal: Luiz Otávio e Leandro Carvalho como titulares. O camisa 80 entrou na vaga de Rick pela direita e, no final, inverteu de lado (para direita) com Fernando Sobral no fim da etapa inicial no 4-2-3-1 de Guto Ferreira.
Roger Machado comandou um Bahia de muita pressão na saída de bola, principalmente pelo lado esquerdo, com Capixaba e Clayson, mas bem marcados por Sobral, Samuel Xavier e por Fabinho. 0 4-3-3 baiano contava muito com a dinâmica de Flávio e de Gregore pelo centro, que ditam o ritmo do avanço da equipe.
O gol do Bahia veio de vacilo de Fabinho na intermediária defensiva, aos 25 minutos. O volante perdeu posse para Flávio, que tocou para Fernandão para esquerda. O atacante finalizou na saída de Prass e abriu o placar.
Porém, não houve tempo para muita comemoração. A defesa tricolor também errou após marcação alta de Sobral sobre Capixaba e o goleiro Anderson na área. O camisa 88, que fez outra boa partida, driblou os dois e tocou para as redes vazias, aos 27 minutos.
O ritmo se manteve forte nos minutos restantes, com o Bahia controlando melhor a posse, mas esbarrando no bloco organizado do Vovô. O time alvinegro não tinha tanta potência para contragolpes, com Leandro e Vina bem marcado e Cléber isolado na frente.
O 2º tempo iniciou com mais posse, porém ineficiente no terço final, esbarrando na boa organização defensiva alvinegra. 
O Vovô, em constante pressão sobre o oponente, tomou a posse na lateral direita e Samuel Xavier aos 11 minutos e cruzou na cabeça de Cléber. O atacante, entre os zagueiros, cabeceio com força contra as redes de Anderson, virando a partida e marcando seu 1º gol com a camisa alvinegra.
Para manter a forte marcação e poder de contragolpe, Guto lançou William Oliveira e Mateus Gonçalves enquanto o Bahia se lançava ao ataque em busca do empate. Charles recebeu cartão amarelo e é desfalque para a decisão.
Em um lance aparentemente sem perigos, o 3º gol do Ceará chegou. Prass lançou para o ataque e achou Mateus isolado. O camisa 7 puxou para a perna direita na área e finalizou. A bola desviou em Lucas Fonseca e morreu nas redes tricolores, aumentando o marcador aos 28 minutos. O VAR foi acionado depois do impedimento ser marcado no lance, mas o tento foi validado.
O Ceará soube, como na semifinal, suportar a pressão nos minutos finais, guardando a posse de bola quando possível.
O jogo de volta ocorre a partir das 21h30 nesta terça-feira (4), podendo perder por até 1 gol de diferença para garantir o bicampeonato. Caso o Alvinegro perca por 2 gols de diferença, a partida vai diretamente aos pênaltis.  

Diário do Nordeste

Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador