Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você se Lembra de Eudes

No dia sete de setembro do ano de mil novecentos e cinquenta e três, na belíssima cidade de Cajazeiras, terra que ensinou os paraibanos a ler e a escrever, nasceu o desportista Eudes Guedes Rolim, que para o mundo da bola ficou popularmente conhecido como “Eudes”.
Em 1967, já residindo em João Pessoa, uma das cidades mais verdes do mundo, e com apenas 14 anos de idade, Eudes passou a integrar o quadro infantil do Botafogo Futebol Clube, na época sediado no antigo campo de Pedro Gondim, onde hoje funciona a Fundação Espaço Cultural da Paraíba.
Treinado por profissionais que nos deixaram bastante saudades - como Seu Luís da Livraria, Aluísio Ventola, Inaldo e Prince - o nosso homenageado fez parte de uma geração de garotos que abrilhantavam as partidas preliminares ganhando títulos nas antigas categorias infantil, juvenil e amador, tendo ele a oportunidade de ser artilheiro seguidamente por vários anos.
Paralelamente ao futebol praticado nos gramados, Eudes marcou época no antigo e saudoso futebol de salão, quando o esporte da bola pesada atraia multidões ao ginásio de esportes do Clube Astréa, para assistir os jogos estudantis e da primavera. Ele era um dos destaques da forte equipe alviverde do Ipep, Instituto Presidente Epitácio Pessoa. 
Eudes era um centroavante com bastante visão de campo, que sabia se colocar muito bem na área para ser servido e finalizar com precisão. O seu preparo físico, aliado ao domínio da bola e senso de colocação levaram ele a ser uma promessa e a integrar o quadro profissional do Botafogo Futebol Clube, isso já na primeira metade da década de 70.  
Eudes também jogou no Sport Club do Recife, equipe rubro-negra com tradição a nível nacional e que sempre aproveitou os jovens destaques do futebol paraibano. Finalmente, o nosso homenageado jogou os seus últimos anos como profissional com a tradicional camisa do Santos Futebol Clube do saudoso Tereré.
Ao concluir o curso de Educação Física, oportunidade que o levou a fazer parte da seleção universitária de futebol de salão, Eudes resolveu somar os seus conhecimentos práticos com os teóricos científicos, surgindo para a alegria do nosso futebol o professor Eudes, competente e vitorioso preparador físico e treinador de várias equipes paraibanas.
Ele na qualidade de preparador físico fez parte da comissão técnica do Botafogo Futebol Clube, de João Pessoa, Nacional Atlético Clube e Esporte Clube, ambos de Patos, Campinense Clube e Treze Futebol Clube, ambos da cidade de Campina Grande, Sousa Esporte Clube, de Sousa, Santa Cruz Recreativo Esporte Clube, de Santa Rita e outras equipes do nosso estado.
Importante aqui frisar que Eudes assumiu, interinamente ou em definitivo, a função de treinador de todas essas equipes acima citadas e sempre conseguiu obter excelentes resultados para as equipes sob o seu comando.
Durante a realização do “I Encontro dos Desportistas Paraibanos”, evento anualmente realizado pelo grupo Causos e Lendas do Nosso Futebol, Eudes foi merecidamente homenageado com a comenda Ivan Bezerra Albuquerque.
Não podemos aqui deixar de indagar qual o motivo de uma mão de obra tão especializada como a de Eudes ser desperdiçada em nosso estado pelos denominados grandes clubes. Será a máxima de que santo de casa não obra milagre?
Para nós torcedores, desportistas e cronistas ficou a certeza de que Eudes Guedes Rolim, o popular “Eudes”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.

Serpa Di Lorenzo
Historiador, Membro da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador