Palmeiras suspende contrato de parte dos funcionários

Medidas tomadas pelo Palmeiras buscam evitar demissões durante a pandemia (Foto: Divulgação/Palmeiras)
Com o compromisso de não demitir ninguém, o Palmeiras decidiu suspender temporariamente o contrato de parte de seus funcionários. Nesta sexta-feira, o clube comunicou seus colaboradores sobre as medidas planejadas em função da pandemia de coronavírus – os integrantes do departamento de futebol têm um acordo diferente.
O objetivo do Palmeiras é evitar demissões durante o período com menor fluxo de caixa. De acordo com a nota elaborada pelo clube, a ideia é que “todos se sintam protegidos e possam focar os esforços na preservação de sua saúde e de seus familiares”.
Dessa maneira, profissionais terão seus contratos suspensos temporariamente por um período de 30 dias, com a possibilidade de extensão por mais um mês. O Palmeiras pagará uma ajuda compensatória a esses funcionários para recompor o valor líquido dos salários.
O Verdão ainda deixa claro que profissionais com funções específicas que não podem ser paralisadas permanecerão trabalhando e recebendo. Os atletas das categorias de base também não serão afetados pela suspensão de contratos.
Confira o comunicado sobre o assunto na íntegra:
"Desde o início da pandemia, temos mantido um canal de comunicação ativo e aberto com nossos associados, funcionários e demais colaboradores, abordando o assunto sempre de maneira franca e transparente, e novamente o fazemos.
Como é notório, o Palmeiras, assim como todos os clubes – notadamente os que têm o futebol profissional como atividade principal – está sendo profundamente afetado, com comprometimento significativo das receitas, o que nos impõe decisões incomuns visando a sustentabilidade da instituição. Nesse contexto, estamos dando especial atenção ao papel social que nos compete, particularmente no que se refere à preservação dos empregos.
Dentro desse cenário, e de acordo com o que prevê e permite a Medida Provisória nº 936/2020 (que instituiu o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda), comunicamos que foram celebrados com os devidos e respectivos Sindicatos, acordos coletivos de redução temporária de jornada e proporcional de salário com os atletas do futebol profissional, bem como de suspensão temporária dos contratos de trabalho de funcionários dos demais departamentos (inicialmente pelo prazo de 30 dias, prorrogáveis por mais 30, caso seja necessário), com exceção de alguns que permanecerão trabalhando, in loco ou remotamente, dadas suas respectivas funções e essencialidades, assim como atletas de futebol das categorias de base.
Embasado no artigo 9º da Medida Provisória nº 936/2020, pagaremos aos que tiverem o contrato de trabalho suspenso temporariamente uma ajuda compensatória para recomposição do valor líquido de seus vencimentos, inclusive para os empregados aposentados.
Estamos, também, suspendendo as demissões durante esse período excepcional para que todos se sintam protegidos e possam focar os esforços na preservação de sua saúde e de seus familiares.
Agradecemos a compreensão e colaboração de todos neste momento de crise que estamos enfrentando. Com união e respeito às determinações dos órgãos de saúde, esperamos sair desta situação que nos atingiu o mais breve possível", Maurício Galiotte (Presidente).

Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador