Ronaldinho quebra silêncio após prisão: "Golpe duro, fiquei totalmente surpreso"

Foto: FC Barcelona
Craque ex-Barcelona finalmente quebrou o silêncio para contar como foi sua prisão no Paraguai e qual sua versão sobre o caso dos documentos falsos
Após passar mais de um mês detido no Paraguai, Ronaldinho Gaúcho foi transferido para cumprir prisão domiciliar em um luxuoso hotel, em Assunção, onde está desde o dia 7 de abril. Agora, o craque ex-Barcelona finalmente quebrou o silêncio e deu sua primeira entrevista para falar sobre o caso dar sua versão da história.
Segundo o brasileiro, ele foi ao Paraguai para participar de uma série de eventos sob contratos administrados por Assis, que também é o representante de Ronaldinho. Então, acabou descobrindo posteriormente que os documentos eram falsos e foi aí que tudo começou. 
"Tudo o que fazemos é feito sob contratos gerenciados por meu irmão, que é meu empresário. Neste caso, viemos participar do lançamento de um cassino on-line, conforme especificado no contrato, e do lançamento do livro Craque da Vida, que foi organizado com a empresa no Brasil que tem o direito de usar o livro no Paraguai. Ficamos surpresos ao saber que os documentos não eram legais”, explicou ao diário paraguaio ABC.
Ronaldinho também deixa claro que, desde que foi a julgamento, procura ajudar nas investigações e colaborar com o processo para que tudo seja esclarecido o mais rápido possível.
“Desde então, nossa intenção tem sido colaborar com a justiça para esclarecer o fato, como temos feito desde o início. Desde esse momento até hoje, explicamos tudo e facilitamos tudo o que a justiça nos pedia".
Mas além de todo o imbróglio judicial, Ronaldinho também contou como foram seus dias em Agrupación Especializada de Assunção, prisão onde ficou detido por mais de um mês, e destacou que foi muito recebido por todos. E além de jogar futebol com os outros detentos, ele também disse que sempre atendeu aos fãs e isso não seria diferente nessa situação.
"Foi um duro golpe, nunca imaginei que passaria por uma situação como essa. Toda a minha vida procurei alcançar o mais alto nível profissional e trazer alegria às pessoas com o meu futebol”. 
“Todas as pessoas com quem tive a oportunidade de conviver em Agrupación me receberam com gentileza. Jogar futebol, dar autógrafos, tirar fotos, faz parte da minha vida. Não teria motivos para parar com isso, ainda mais com pessoas que estavam passando por um momento difícil como eu".
Por fim, o duas vezes melhor do mundo disse que espera poder voltar ao Brasil em breve e contou qual a primeira coisa que irá fazer quando retornar.
“Espero que eles possam usar e confirmar tudo o que contribuímos em relação à nossa posição no caso e que possamos sair dessa situação o mais rápido possível. A primeira coisa será dar um grande beijo na minha mãe que vive esses dias difíceis desde o início da pandemia do Covid-19 em casa. Depois terei que absorver o impacto que essa situação gerou e seguir com fé e força", concluiu.

GOAL
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador