Nove paraibanos integram lista de clubes da elite dos estaduais no pedido de apoio à CBF

Campeonato Paraibano 2020 está indefinido — Foto: Expedito Madruga
Clubes que disputam a 1ª divisão dos estaduais pelo Brasil entraram em acordo para que, juntos, pedissem um suporte financeiro da CBF durante esse período de pandemia do novo coronavírus, que paralisou o calendário do futebol pelo país. Dentre os paraibanos, nove dos 10 times que estão na luta no Campeonato Paraibano constam na lista através dos seus representantes. Desses, apenas o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, assinou o protocolo como representante do estado. Em contrapartida, somente o CSP, de João Pessoa, não fez parte do documento.
No futebol paraibano, estão presentes: Atlético de Cajazeiras, Botafogo-PB, Campinense, Nacional de Patos, Perilima, São Paulo Crystal, Sport Lagoa Seca, Sousa e Treze. Dentre as assinaturas presentes, apenas o presidente do Dinossauro, Aldeone Abrantes, consta na lista, já que ele é o representante da Paraíba nesse protocolo. Da elite paraibana, quem ficou de fora foi o CSP.
Arthur Ferreira, diretor executivo do Sport-PB, informou que cada estado do país indicou um representante. Da Paraíba, o escolhido foi mesmo Aldeone. Sobre a saúde financeira de sua equipe, o dirigente do Carneiro informou que dificilmente vai conseguir se reorganizar para disputar a reta final do Campeonato Paraibano.
- Fizemos uma lista com os clubes apoiadores e o indicado como representante foi Aldeone (Abrantes). O nosso elenco foi todo liberado por tempo indeterminado. Estamos aguardando uma posição da CBF. Porque, se já é difícil manter a folha com o campeonato em andamento, imagine sem ter competição - relatou o diretor executivo do Sport-PB.
Vale destacar que o time de Arthur Ferreira, o Sport-PB, já estava matematicamente rebaixado no Campeonato Paraibano 2020. A competição, por sinal, foi paralisada após a oitava rodada da primeira fase, ou seja, ainda restavam duas para serem disputadas antes da definição dos classificados para as semifinais, além do outro time rebaixado.
Enquanto isso, os demais representantes aguardam uma posição oficial da CBF. Antes dos times que disputam o estadual, clubes das Séries C e D do Campeonato Brasileiro também solicitaram o apoio financeiro à Confederação Brasileira de Futebol.
Série C: clubes decidem preparar projeto antes de se reunir com a CBF para buscar auxílio
Jogadores dos clubes da Série D pedem cota financeira da CBF aos times e manutenção do Brasileiro
Ao todo, 142 clubes pelo Brasil estão representados no documento, todos de séries inferiores no futebol nacional, que possuem mais dificuldades para manter as suas folhas ativas. O pedido é que a CBF auxilie essas equipes com uma cota de R$ 75 mil para, no mínimo, os próximos três meses. A ajuda seria para que os times consigam honrar os compromissos com os seus profissionais. Além disso, os dirigentes solicitam que as taxas cobradas pela entidade e pelas federações estaduais para inscrição de atletas, rescisões de contratos e a cobrança anual de clubes sejam isentas até que a paralisação do futebol chegue ao fim.

CARTA DOS CLUBES DA 1º DIVISÃO DOS ESTADUAIS DO BRASIL
Ao presidente da CBF - Confederação Brasileira de Futebol Senhor – Rogério Caboclo.
Em conferência virtual realizada nos dias, 29, 30 e 31 de março de 2020, nós presidentes dos clubes abaixo relacionados pactuamos: é público e notório, senhor presidente, que a crise sanitária pela qual passa o Brasil em face da pandemia do Coronavírus é gravíssima, com agudas consequências para todos os segmentos da sociedade, entre estes o futebol profissional;
Considerando que os clubes brasileiros têm, antes mesmo das medidas governamentais, sendo parceiros na prevenção e combate ao coronavírus, e consequentemente na preservação da vida e assim permanecerão, adotando medidas baseadas na ciência e seguindo orientação de profissionais de saúde, autoridades governamentais, sanitárias e das entidades de administração do desporto;
Considerando que os clubes signatários desta carta, que disputam os campeonatos estaduais, todos com atividades paralisadas, são responsáveis por mais de 17,5 mil (dezessete mil e quinhentos) postos de trabalho diretos no país; e Considerando, por fim, que em razão da paralisação, todos os signatários deixaram de perceber a maior parte de suas receitas decorrentes de rendas de bilheterias e até de patrocinadores, inviabilizando a atividade dos clubes;
Por estas razões, viemos através desta, requerer o vosso apoio junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) conforme reivindicações abaixo:
1 Que seja concedido um aporte financeiro pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no valor de R$ 75 mil (setenta e cinco mil reais) mensais, pelo período de no mínimo três meses, para atender a situação de emergência alimentar pela qual passam nossos atletas, CTs, funcionários, comissão técnica e seus familiares, como também fazer face às despesas atinentes aos contratos em vigência, evitando que não venhamos declarar falência e encerrar as atividades em consequência de causas trabalhistas, já que atualmente resta inviabilizado o pagamento dos ATLETAS E FUNCIONÁRIOS.
2 Que seja concedida, excepcionalmente, para este período de dificuldades/para este ano atípico, isenção de taxas cobradas por Federações e CBF na inscrição de atletas, rescisões de contratos, taxa anual de clubes e outras taxas.
3 Que se estabeleça um canal formal de informações com os clubes em relação aos campeonatos estaduais que estão momentaneamente paralisados, haja vista que são interessados diretos e os que mais dependem dos estaduais para subsistência.
Este documento foi redigido com o consenso e apoio dos clubes abaixo relacionados, bem como também assinado pela comissão que ora representa os mesmos. Certo de um retorno positivo, agradecemos antecipadamente.
Brasil, 31 de março de 2020.

Por GloboEsporte.com 
João Pessoa
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador