"Não acredito no retorno em maio", diz presidente da FNF sobre competições

José Vanildo, presidente da FNF — Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com
O presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol, José Vanildo da Silva, afirmou nesta terça-feira que não acredita na retomada das competições no mês de maio. Ele destacou que, desde o início da pandemia do novo coronavírus, o entendimento da entidade "foi e será sempre de preservação da vida". Espera também que os "órgãos se definam com clareza sobre a possibilidade de retorno".
- Não é só a questão do futebol. É a questão dos atletas, dos dirigentes, do torcedor. São fatos graves e têm que ser reavaliados. Já ouvi muitas propostas, muitas sugestões, mas elas sempre esbarram quando se fala 'quando começa esse projeto tão bom? Quando será o início ou a retomada do campeonato?'. Não depende da vontade das entidades, nem da CBF, da Fifa e muito menos da federação. É aguardar, crer que isso vá passar, não acredito que no mês de maio possamos ter ideias sobre isso e, além do mais, nós sabemos da preocupação da CBF em razão de todos os campeonatos nacionais, da Copa do Nordeste, Copa do Brasil, que estão no aguardo de um calendário que eu acho muito complicado para esse ano - declarou Vanildo.
A realização de jogos com portões fechados é sempre levantada, mas o presidente da FNF lembra que há outros fatores que precisam ser considerados, como a recomendação das autoridades da saúde e a regularização dos contratos dos atletas.
- Eu não acredito no retorno no mês de maio. Podemos pensar em alternativas de se retomar com a questão dos estádios fechados. Temos a dificuldade e os clubes menores até dispensaram os atletas, temos que ver a questão da legislação trabalhista, temos um agravante. Em cada estado tem uma autonomia para tratar a questão deste resguardo do contato com as pessoas. É um conjunto de fatores que tem que analisar com calma, sem pressa, esperando que as coisas se esclareçam de vez e possamos retomar o futebol de forma sem risco para nenhuma das partes - completou.
Como federação catarinense e clubes pretendem conseguir aval para serem os primeiros a jogar de novo no Brasil
José Vanildo lembra que o coronavírus "vem abalando todos os segmentos sociais, econômicos e atingiu o futebol de forma muito forte". O presidente participa diariamente de videoconferências com a CBF e conta que todas as federações, principalmente as do Nordeste, aguardam uma definição para que não haja mais "transtornos".
- Eles não estipulam uma data certa, nem seriam irresponsáveis de dizer. Existem projetos de protocolo da área médica, ideias sobre a questão dos campeonatos nacionais, sobre a responsabilidade das federações a nível dos estaduais. Mas isto tem que ser feito dentro de uma harmonia, para que uma decisão da federação não venha causar transtornos ou debates nas áreas jurídicas. Cada estado tem uma situação diferenciada. Os estados maiores, Ceará, Pernambuco e Bahia, têm uma situação diferente dos menores e isso vai ter que ser analisado à luz dessa definição que alcance o maior número de estados, evitando atropelos jurídicos das outras demandas dos campeonatos nacionais - falou.

Por Douglas Lemos e Augusto César Gomes 
Globoesporte.com Natal
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador