Em meio à pandemia, Aldeone Abrantes reclama de calote com o Programa Gol de Placa

Foto: PBEsportes.net
Após anúncio de ajuda para clubes das séries C e D, das séries A1 e A2 do feminino e para as federações por parte da CBF, a FPF decidiu repartir uma parte do seu montante, de 120 mil reais, entre os 10 clubes da primeira divisão do Campeonato Paraibano.
Cada um dos integrantes do atual certame receberá R$ 10 mil para amenizar os impactos da paralisação. Para o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, uma ajuda bem vinda, que vem em boa hora, e que vai servir pra honrar compromissos trabalhistas.
O que vier agora é lucro. Pelo menos vamos pagar o FGTS, as obrigações sociais, para deixar garantido, pelo menos, o seguro-desemprego do que for surgir pra frente – informou.
Porém, um descontentamento do mandatário do Dino ficou com o Governo do Estado. O programa Gol de Placa, que foi suspenso no ano passado, após descobertas de fraudes com CPFs por parte de diversos clubes paraibanos, acabou encerrado no começo do ano.
O problema está no Governo do Estado, que está segurando, não repassando o patrocínio. Já teve o Gol de Placa no ano passado que deram um calote, parece que esse ano será um novo calote. Se eles pagassem, poderia esperar, fazer campeonato de portão fechado, concluir, quando melhorar, é claro, quando baixar o pico, quando for normalizando – reclamou.
Para 2020, chegou a ser anunciado um novo programa chamado de Paraíba Esporte Total que nunca foi executado. O dirigente coloca na pandemia da Covid-19 a impossibilidade, por parte do estado, de sua execução, mas ainda espera pela assinatura do governador.
Disseram que a secretaria já terminou o projeto para regulamentar e que está em cima do gabinete do governador para ser regulamentado, mas ele não está querendo no momento, acho que devido a pandemia. Pelo menos ele deveria regulamentar para ir superando os entraves burocráticos, autorizasse a tramitar o processo – pediu.
No torneio estadual o Dinossauro do Sertão disputa a liderança do Grupo B com o Campinense, mas perde no saldo de gols. O presidente do alviverde acredita que, caso as disputas sejam retomadas, a sua equipe vai sentir o tempo parado devido a estar vivendo um bom momento.
Acredito que sim (será prejudicado), o Sousa vinha em uma crescente, geralmente quem chega na final do campeonato é quem vem crescendo durante a competição. O Sousa vinha, jogo a jogo, melhorando, estava ganhando conjunto, já que o tempo de preparação é muito curto – analisou.
Entretanto, o folclórico dirigente continua esperançoso com o avanço até a final, pois a parada também pode prejudicar o Campinense, possível adversário em uma eventual semi-final.
Acredito que o Campinense também não vai estar essa máquina toda. Então, o Sousa mantendo uma base boa acredito que terá condição de fazer páreo ao Campinense, porque são duas partidas e tudo pode acontecer – finalizou.

Equipe @Vozdatorcida
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador