Artilheiro da Série B de 2019, Guilherme rifa camisa do acesso do Sport para ajudar funcionários

Guilherme rifa camisa do acesso do Sport — Foto: Acervo pessoal
Artilheiro da Série B no ano passado, Guilherme deixou o Sport ao fim da temporada, mas vez ou outra relembra a passagem vitoriosa e os antigos companheiros de equipe. Em meio à pandemia causada pela Covid-19, o atacante decidiu rifar a camisa que vestiu na decisão do acesso rubro-negro à Série A, quando venceu a Ponte Preta por 2 a 1. E ele diz que todo o valor arrecadado será utilizado para ajudar aos funcionários do clube, que estão com os salários de março atrasados.
“Fui muito feliz no Sport, é um clube que vou guardar no meu coração, fiz muitos amigos. Não só que jogaram, mas também as pessoas que ali trabalham, inclusive os funcionários do clube, que a gente sabe que não têm salários altos, e às vezes sofrem com atrasados, que cria uma certa dificuldade.”
As rifas custam R$ 30 e foram colocadas à disposição em um número limitado: serão 300, que poderão ser compradas até dia 8 de maio, quando acontecerá o sorteio. Caso todas sejam adquiridas, representará uma arrecadação de R$ 9 mil. Todo o valor será revertido na compra de cestas básicas.
“Se eu conseguir vender tudo, vou alcançar um número bom de cestas e vou poder ajudar muita gente. Essa camisa é muito especial para mim, porque usei no jogo do acesso, no ano passado, e fiz dois gols com ela. Tenho certeza que também é um jogo muito marcante para o torcedor do Sport.”
Contratado em 2019 após uma passagem pelo Coritiba, Guilherme terminou a temporada pelo Rubro-negro com 49 partidas e 21 gols, sendo 17 deles na Série B, tornando-se artilheiro da competição. Após formar dupla de ataque com Hernane Brocador, o atacante estava na lista de preferências do Sport para renovar, mas terminou sendo negociado pelo Grêmio (que detém os direitos do atleta). Aos 25 anos, ele está agora no Al-Faisaly, da Arábia Saudita. Por conta da paralisação do futebol, voltou ao Brasil e passa a quarentena em Campinas, em São Paulo.
Vale lembrar que, por conta da suspensão das competições, o Sport sofre com perdas financeiras nas bilheterias do estádio, quadro de sócios e patrocinadores. Uma vez que, sem jogos, parte das empresas suspenderam os pagamentos.
Para manter o fluxo do caixa, o clube trabalha com ações de marketing, tenta um empréstimo no banco e decidiu colocar a folha administrativa na Medida Provisória 936, que permite redução de salários, com o parte dos valores sendo assumido pelo Governo Federal. Além disso, o Leão está vendendo ingressos solidários, para o confronto imaginário entre as escalações do Sport de 1987 e 2008. O objetivo reverter os valores para ajudar aos funcionários e no combate contra a Covid-19.

Por GloboEsporte.com 
Recife
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador