Flamengo vence Boa Vista de virada e conquista a Taça Guanabara

Foto: Alexandre Vidal & Paula Reis/Flamengo
O Flamengo enfrentou o Boavista neste sábado de Carnaval, no Maracanã, e, de virada, venceu por 2 a 1 e conquistou a Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.
Jean, de falta, abriu o placar para o Boavista no início do primeiro tempo. Diego empatou antes do intervalo e Gabigol fez o gol do título no segundo tempo.
Este foi o 22º título do Rubro-Negro na Taça Guanabara. Com a conquista deste sábado, o Flamengo se garante na final do Campeonato Estadual independentemente do que acontecer na Taça Rio, segundo turno.
O foco do Flamengo se volta agora para a decisão da Recopa Sul-Americana contra o Independiente del Valle. O segundo jogo da final será nesta quarta-feira, no Maracanã. Na ida, no meio de semana, empate por 2 a 2 no Equador.
O Flamengo estreia na Taça Rio, segundo turno do Carioca, no próximo sábado, diante da Cabofriense, no Maracanã. Já o Boavista enfrenta o Botafogo no domingo, no Engenhão.
O Jogo – Enfrentando uma maratona de jogos decisivos desde a semana passada e com a final da Recopa Sul-Americana no meio da semana, o Flamengo escalou uma equipe composta basicamente por reservas. O zagueiro Gustavo Henrique e o artilheiro Gabigol, que não esteve com a equipe em Quito para a partida de ida da Recopa na última quarta, foram os únicos titulares entre os onze iniciais.
A falta de entrosamento do time Rubro-Negro ficou evidente assim que a bola rolou, e as dificuldades no sistema defensivo, com Léo Pereira cometendo seguidas falhas, foram fatais diante da bem armada e experiente equipe do Boavista.
Aos 4 minutos, Jefferson Renan dominou na direita do ataque e após se livrar da marcação de Léo Pereira, sofreu falta do zagueiro. Na cobrança, o lateral-esquerdo Jean soltou um balaço no ângulo direito de César, que não conseguiu evitar o gol: Boavista 1 a 0.
O Boavista seguiu assustando e causando problemas até a metade do primeiro tempo, quando o Flamengo finalmente começou a entrar no jogo. Aos 11, nova falta cobrada por Jean que Cesar deu rebote e Caio Dantas tentou a conclusão, mas César segurou com facilidade.
Na reta final do primeiro tempo, após a parada técnica, só deu Flamengo. Aos 35, escanteio que Vitinho cobrou pelo alto, Klever tirou de soco e Michael pegou o rebote e bateu para o gol. A bola desviou na zaga e subiu. O goleiro do Boavista defendeu com a ponta dos dedos.
O gol de empate saiu aos 43. Novo escanteio e Vitinho cobrou com um passe para Diego na entrada da área. O camisa 10 arriscou de longe e bateu para o gol. A bola desviou na defesa e Klever nada pode fazer.
As duas equipes retornaram sem alterações para o segundo tempo, mas o Flamengo aumentou a intensidade do jogo em busca da virada. O Boavista, sem pressa, contava com grandes defesas do goleiro Klever, que começou a trabalhar logo aos 2 minutos. Após tabela com Gabigol, Pedro chutou forte da entrada da área e Klever fez grande defesa.
Aos 8, blitz do Fla na área do Boavista. Vitinho cruza da direita e Pedro tenta a bicicleta. A bola bate na zaga e volta para Michael, que cruza pelo alto e Vitinho cabeceia para o chão. Klever novamente aparece para salvar o Boavista e mandar para escanteio.
Jorge Jesus decidiu mexer na equipe aos 15. Os titulares Willian Arão e Everton Ribeiro entraram em campo nos lugares de Thiago Maia e Diego, respectivamente. A esta altura, o jogo virou um ataque contra defesa.
Michael, um dos melhores em campo, fez um carnaval na defesa do Boavista aos 17 e tentou o chute. Klever voou e mandou para escanteio.
O volante Gerson substituiu Vitinho aos 27, e Jorge Jesus abandonou a formação com quatro atacantes para deixar o Fla com seu esquema 4-3-3 tradicional. O jogo passou a fluir melhor e aos 35 veio o gol da virada, numa bela jogada. Everton Ribeiro recebeu de Gabigol e deu para Pedro, que tocou de calcanhar para Gabigol finalizar de canhota e marcar o segundo.
O Flamengo controlou o jogo até o final e ainda esteve próximo de ampliar aos 45. Em nova jogada envolvendo Gabigol, Everton Ribeiro e Pedro, o centroavante finalizou por cima do travessão.
FICHA TÉCNICA
BOAVISTA 1 X 2 FLAMENGO
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 de fevereiro de 2020 (Sábado)
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro:  Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo (RJ) e Thiago Henrique Neto Farinha (RJ)
Renda: R$ 2.166.600,00
Público: 58.219 (53.818 pagantes)
Cartões amarelos: Wellington Silva, Erick Flores, Jean, Faísca (Boavista); Léo Pereira, Gustavo Henrique, Gabigol, Gerson (Flamengo)
Gols:
BOAVISTA: Jean, aos 4min do 1º tempo
FLAMENGO: Diego, aos 43min do 1º tempo; Gabigol, aos 35min do 2º tempo
FLAMENGO: César, João Lucas, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Renê; Thiago Maia (Willian Arão) e Diego (Everton Ribeiro); Michael, Vitinho (Gerson), Gabigol e Pedro
Técnico: Jorge Jesus
BOAVISTA: Klever, Wellington Silva, Douglas Pedroso, Elivelton e Jean; Fernando Bob, Erick Flores, Jefferson Renan e Michel (Thiago Mosquito); Tartá (Faísca) e Caio Dantas
Técnico: Paulo Bonamigo

Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador