Botafogo e Portuguesa são os finalistas do Ruralzão de Pedra Lavrada

Botafogo do Serrote do Angico(Foto: Genilson Medeiros)
No último dia 18 a Forte equipe do Botafogo jogou o jogo de volta da semifinal do 11º Ruralzão de Pedra Lavrada no Serrote do Angico, tendo vencido o primeiro jogo por 2 a 0, poderia até perder por um gol de diferença que chegaria a grande final, mas isso não aconteceu, e Botafogo rapidamente abriu o placar com o Meia Atacante Armando. Pra da mais emoção no jogo o árbitro assinala penalidade máxima a favor do Alto Esporte, só que no gol tinha um dos melhores goleiros da região, que fazendo uma brilhante defesa defendeu a penalidade batida pelo atacante Jhonyne.
Logo após veio o golpe fatal, em jogada individual o Atacante Alisson Oliveira é derrubado na aérea e o Árbitro Michel marca penalidade, ficando na responsabilidade do artilheiro da competição o Niedson em bater a penalidade, com a batida perfeita (goleiro pra um lado e bola no outro) o Botafogo Amplia a vantagem. Logo depois em uma jogado belíssima do Meia Gilmar, que passou por 4 jogadores, sendo parado apenas com a penalidade, ficando mais uma vez a cabo do Artilheiro Niedson a batida da penalidade, que mais uma vez é convertida com maestria, chegando à marca incrível de 12 gols em 6 partidas, e em todas marcando. Sem dúvida nenhuma é o maior destaque da competição.
E assim o Botafogo sacramentou mais uma vez sua passagem a grande final. Chegando nesta com o melhor ataque da competição com 20 gols marcados, em 6 jogos, média de 3,33 gols por partida. Além do forte ataque o Botafogo também tem uma defesa que é um verdadeiro paredão, apenas com 8 gols sofridos, sendo a melhor defesa da competição.
Outro fator de destaque da equipe do Serrote do Angico é o jogo limpo, equipe mais disciplinada da competição. O senhor do Bicampeonato segue mais que vivo!
Sem dúvidas alguma, a equipe do Botafogo é a ser batida no Futebol Lavradense, podendo ser campeão de todos os campeonatos organizados pelo Departamento de Esporte no ano (Municipal e Ruralzão).
Portuguesa de Gameleira(Foto: Genilson Medeiros)
No segundo jogo da semifinal estava tudo em aberto, após o primeiro jogo terminar em 1 a 1 a vaga ficou pra ser definida na Barra da Canoa onde, a equipe local tentava chegar a final inédita.
Começando bem no jogo a equipe do Náutico abre o placar ainda no primeiro tempo, que ficou nisso mesmo, Náutico pressionava e Portuguesa se defendia. Ficando guardado as emoções pra segunda etapa, logo no início do jogo a bola bate na mão do Jogador Marksuel, e o árbitro sem exitar marca a penalidade máxima para a Portuguesa, que foi convertida pelo atacante Morgan. Bem melhor no jogo e na iminência das penalidades, faltando 2 minutos para o fim do jogo o atacante Allan acerta um belo voleio e carimba a passagem da Portuguesa a grande Final.
Fato curioso, essa é a quarta final consecutiva entre Botafogo e Portuguesa, no Ruralzão de 2017 com ambas as equipes invictas a Portuguesa se sagrou campeã, em 2018 foi a vez do Botafogo ser campeão invicto sobre a Portuguesa no Ruralzão, em 2019  na final inédita do Municipal o Botafogo se sagrou campeão, faltando agora só o Ruralzão de 2019 que será definido no próximo dia 9 de fevereiro. 
Outro fator de destaque é que fazem 4 anos que a equipe da Portuguesa não vence a agremiação do Botafogo, nesse Ruralzão ambas as equipes se enfrentam, melhor pra o Botafogo que fora do seus domínios goleou a Portuguesa por 5 a 3

Por Genilson Medeiros
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador