Copa do Nordeste anuncia mudança no regulamento após tabela

Imagem: Folha PE
O regulamento da Copa do Nordeste de 2020 foi alterado de última hora, mudando a composição da fase mata-mata. Não bastasse ser uma modificação dentro da carência de dois anos, estipulada pelo Estatuto do Torcedor, o ajuste no texto aconteceu com a competição já estabelecida, inclusive com a tabela detalhada divulgada pela CBF – há duas semanas. Antes disso, vale lembrar, houve a explicação sobre o formato original no sorteio oficial em Aracaju. Agora deixado de lado.
A mudança foi apresentada com certa empolgação pelo perfil do torneio no Twitter (“E temos mudança no regulamento da Copa do Nordeste 2020! As semifinais serão entre times de grupos diferentes, ou seja, aumentamos as chances de clássicos nas semis!”), mas vejo como uma tremenda bola fora da competição, que acompanhamos com tanta atenção e torcida.
E a torcida é pelo desenvolvimento dentro das regras do jogo. Por isso, essa mudança afeta um pouco a seriedade, ao menos na minha visão. Nenhum clube perdeu a vaga, nenhuma receita foi modificada, mas esse “ajuste” parece apressado, com a necessidade de impor mais clássicos (estaduais, inclusive) no torneio. Essa valorização é necessária, mas não assim…
A cronologia sobre a organização do Nordestão 2020
– 26/09, o sorteio dos dois grupos
– 06/11, a divulgação das cotas de participação/premiação
– 07/11, a divulgação da tabela detalhada do torneio
– 22/11, o anúncio com a alteração no regulamento
Abaixo, as diferenças nas fórmulas do mata-mata. Vale lembrar que na primeira fase os oito times de uma chave jogam apenas contra os oito times da outra chave, em turno único.
Mata-mata de 2020 antes da mudança
As duas primeiras fases eliminatórias, quartas e semifinal, seriam em jogos únicos. Este modelo foi mantido, mas não a composição dos times. No caso, seriam disputadas entre clubes de um mesmo grupo – após o enfrentamento de todos os adversários da outra chave na fase classificatória. Ou seja, 1º x 4º e 2º x 3º nas quartas e 1º/4º x 2º/3º na semi, tanto no A quanto no B. A final, em ida e volta, teria, necessariamente, um time do grupo A e um time do B, no único duelo repetido da copa.
Mata-mata de 2020 após a mudança
Só nas quartas há a obrigação de enfrentamento dentro da respectiva chave. Ou seja, A vs A e B vs B – com 1º x 4º e 2º x 3º. Na semi, porém, teremos o “cruzamento” das chaves, com vencedor da disputa entre o 1º e o 4º do A diante do classificado entre o 2º e o 3º do B. Claro, a relação é inversa na outra semi, com o melhor entre o 1º e o 4º do B contra o ganhador da disputa entre o 2º e o 3º do A. Só a final será em ida e volta – e agora poderemos ter uma final entre times do mesmo grupo.
Os grupos do Nordestão de 2020
A – Sport, Bahia, CRB, Fortaleza, ABC, Botafogo-PB, River e Frei Paulistano-SE
B – Vitória, Ceará, Santa Cruz, Náutico, América-RN, CSA, Confiança e Imperatriz
Resumindo, eis a origem dos adversários na campanha a partir de agora.
O time enfrentará equipes…
1ª fase – do outro grupo (8 jogos) A x B
Quartas – do mesmo grupo (1 jogo), A x A e B x B
Semifinal – do outro grupo (1 jogo), A x B
Decisão – de qualquer grupo (2 jogos), A x A ou A x B ou B x B

Cássio Ziapoli
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador