SÉRIE C: Botafogo-PB fica no empate com o Santa Cruz e deixa o G4 do Grupo A

Em uma tarde bastante chuvosa em Recife, o Botafogo visitou o Santa Cruz pela décima segunda rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Kelvin marcou o gol que parecia que daria a vitória ao Belo aos 44 do segundo tempo, mas Charles empatou aos 49, impondo o quarto jogo consecutivo sem vencer ao time da Maravilha do Contorno.
Com o ponto conquistado, o Botafogo-PB chegou a 17, mas deixa a zona de classificação pela primeira vez desde a quarta rodada, ficando na quinta posição da tabela, sendo ultrapassado pelo Imperatriz-MA, que tem um ponto a mais.
No sábado (20), o Belo recebe o ABC-RN, no estádio Almeidão. O Santa Cruz, por sua vez, chega a seu terceiro jogo sem vencer, e caiu para a sexta colocação, também com 17 pontos. Já na quinta-feira (18), a Cobra Coral visita o Sampaio Corrêa-MA.
Com o gramado pesado do estádio Arruda, o jogo fluía pouco e as faltas eram constantes. Ao todo, durante toda a partida foram assinaladas mais de 40 infrações.
As chances de gol, por sua vez, eram raras. O Belo, como de costume, só chegava em lances do meia Marcos Aurélio. Aos 15, ele cobrou falta e Nando subiu para cabecear, mas a bola saiu sem forças e foi pela linha de fundo.
Dois minutos mais tarde foi a vez do Santa fazer o goleiro Saulo trabalhar. Dudu passou a bola para Pipico ficar de frente com o camisa 1 do Belo, que conseguiu fazer a defesa.
Aos 29 minutos, Marcos Aurélio cobrou falta de muito longe e obrigou o goleiro Anderson a se esticar todo para espalmar e evitar o que seria um golaço.
Depois do intervalo, logo aos 3 minutos, após cobrança de escanteio pela direita, Nando subiu mais que todo mundo e testou firme para o gol, mas o arqueiro tricolor fez outra grande defesa para evitar a abertura do placar.
Aos 22 da segunda etapa, um lance polêmico. A bola foi cruzada pela esquerda do ataque do Santa Cruz e, ao tentar afastar, Enercino cabeceou a bola na própria mão. Os atletas do time pernambucano reclamaram bastante pedindo pênalti, mas o árbitro marcou apenas escanteio.
Quando o empate sem gols parecia ser inevitável, em jogada de contra-ataque, aos 49 minutos, Kelvin recuperou a bola de Danny Moraes e arrancou em velocidade, invadiu a área e tocou na saída do arqueiro tricolor. A bola ainda desviou no defensor para tirar de vez a chance de defesa.
Mas não foi dessa vez que a recuperação veio. No último lance, aos 49, após cobrança de falta da meia direita, Charles bateu de muito longe, a bola foi no canto esquerdo de Saulo, que não conseguiu chegar, e deixou tudo igual.

Paraíba Online
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador