Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você Lembra do Estrela do Mar

“Salve, salve Estrela do Mar,
Salve, Mãe do Verbo de Deus”.
Antigo celeiro de craques de futebol da capital, o Estrela do Mar Esporte Clube foi fundado no seio de uma ordem religiosa católica existente na Matriz do Rosário, no tradicional Bairro de Jaguaribe, precisamente no dia 06 de maio do ano de 1953.
O religioso e abnegado Frei alemão Albino Kleine, um dos fundadores e maiores incentivadores da agremiação, soube aproveitar todos aqueles jovens que frequentavam a igreja aos domingos e direcioná-los ao campo de futebol que sabiamente construíram por trás da igreja e ao lado da Avenida Vasco da Gama.
O nome Estrela do Mar foi uma homenagem a uma revista religiosa que circulava na paróquia e possuía esse nome, já as cores azul celeste e branca homenageavam as vestes da santíssima Virgem Maria. Ali se praticava mais do que futebol, pois havia todo um trabalho social e educacional com os adolescentes. Em pouco tempo jovens de outros bairros começaram a frequentar aquele espaço prazeroso e respeitado na cidade.
Em 1956 o clube participou do campeonato de amadores promovido pela federação - não havia segunda divisão naquela época -, sendo campeão invicto da temporada. Dessa jornada participaram: Brandão, André, Pinheiro, Hélio, Breno Formiga, Gilberto Cara de Gato, Hermes Taurino, Caju, J. Heráclito, Roberto Biribita, Izinho, Valdecir Pereira, Adjamir, Carrinho e Lauro Almeida.
Em 1957, já sendo um dos integrantes nas competições do estado o Estrela do Mar registrou o seu moderno estatuto nas páginas do jornal A União. Em 1959 de forma brilhante o clube conquistou o campeonato paraibano de profissionais. Esse título lhe deu o direito de disputar a então “Taça Brasil” representando o nosso estado. Foi o ápice de um projeto simples que pensava apenas em proporcionar aos jovens a prática do esporte e que com o tempo e a organização deu vôos altos, aliás, altíssimos.
O Estrela do Mar foi tri-campeão aspirante nos anos 58/59/60. No ano de 1957 o clube passou a disputar o Campeonato Paraibano de Profissionais. Foi vice-campeão paraibano em 1958, e, em 1959, sagrou-se campeão estadual, utilizando nessa temporada os seguintes atletas: Jola, Carrinho, Davi, Gilberto Cara de Gato, Tem, Gilberto e Aderbal Pitombeira, Hermes Taurino e Teófilo Luna, Coelhinho, Caju, Lúcio Câmara, Izinho (Antenor Pereira), Emilson Adjamir, Valdecir Pereira e Celso Piaba.
Em sua gloriosa participação na Taça Brasil, embrionário do atual campeonato brasileiro e a participação de dezessete campeões estaduais, o time de Jaguaribe venceu no primeiro jogo a equipe do ABC de Natal, por dois tentos a um, na partida realizada em nossa capital. Quando foi no jogo de volta, a equipe potiguar venceu pelo escore de cinco tentos a um e desclassificou o time paraibano, já que a competição era no sistema eliminatório, com jogos de ida e volta.
Nos anos seguintes a equipe deixou as competições oficiais, e nas décadas de 70 e 80 formou grandes times de futebol de salão. Para nós torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza de que o Estrela do Mar Esporte Clube escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.

Serpa Di Lorenzo
Historiador, Membro da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador