Enercino comemora estreia com a camisa do Botafogo e ganha a aprovação de Evaristo Piza

 
Enercino comemora o pênalti sofrido na semifinal — Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB
"Antes, a gente tava ficando, eu e o Botafogo-PB. Agora, a gente tá namorando". A frase foi de Enercino ao fim do jogo contra o Náutico, nessa quinta-feira, poucos instantes depois de o Belo conquistar a classificação inédita para a final da Copa do Nordeste. O meia parecia viver um sonho em meio à tensão de time e torcida com a lesão de Marcos Aurélio, ainda com o duelo empatado em 1 a 1. E ele fez desse sonho a sua grande oportunidade para justificar a sua contratação. Desde que chegou ao clube, em março, ele ainda não tinha ganho minutos em campo. De cara, e ainda se ambientando ao clima quente da partida, sofreu um pênalti - perdido por Fábio Alves. Em pouco mais de 30 minutos dentro das quatro linhas, o jogador conseguiu mostrar um bom futebol, esbanjou vibração e ganhou a aprovação do treinador Evaristo Piza, que, num abraço após o duelo, parecia reconhecer a precisão em sua aposta.
- Eu esperava muito essa oportunidade. Infelizmente não tinha entrado ainda. Mas continuei trabalhando mais ainda no dia a dia, sempre respeitando a comissão e os jogadores que estavam jogando. Jogador quer sempre estar em campo ajudando. Fui feliz de entrar bem. O mais importante foi a nossa classificação - disse.
Evaristo Piza gostou do desempenho de Enercino, mas foi bem comedido ao falar sobre futuras oportunidades ao atleta como titular. Ainda na coletiva de imprensa, fez uma indagação aos jornalistas sobre meio-campista titular eles tirariam para encaixar o camisa 20 na escalação inicial.
- O Enercino entrou bem, mas tudo tem o seu momento e a sua hora. Tudo o que eu faço é estudado. Eu dei os parabéns a ele e disse que tudo tem o seu tempo. Eu não tenho motivo para mudar. Quem que vocês tirariam para colocar o Enercino? O Marcos Aurélio se machucou. Foi uma reposição imediata. Assim é o futebol - explicou o treinador.
Muito conhecido pelo seu jeito descontraído, Enercino não chegou perto de marcar no jogo dessa quinta-feira, pelo Botafogo-PB, ainda que tenha tido um bom desempenho na partida. Após ter a sua estreia muito celebrada pelos torcedores botafoguenses, a ansiedade agora se volta para balançar as redes em prol do Belo.
- Eu sou um cara muito carismático. Gosto de ganhar o torcedor para mim. Mas ganhar com garra, com vontade e com as vitórias. Isso puxa o torcedor. Quando eu entrei, que eu vi o torcedor gritar meu nome, já foi um incentivo a mais. A gente fica lá em cima. Estou muito ansioso para marcar o meu primeiro gol e fazer uma comemoração legal - admitiu.

Por Raniery Soares e Vitor Oliveira 
Globo Esporte/João Pessoa
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador