Coluna de Eduardo Araújo: Olhômetro x Desempenho

Em uma daquelas tardes de domingo ensolarado, com horário marcante e deveras propício para a prática do futebol, estava num jogo e escutava a torcida gritando ferozmente para o treinador tirar um jogador, aqueles volantão estilo pitbull, de muita força e pouca técnica.
Ao meu lado, estava um jogador profissional que fez fama, dinheiro e sucesso na bola, rodou times da Série A, jogou fora do país. Ele comentou, talvez sem ter escutado as vaias e xingamentos da torcida, por coincidência: "Muito bom esse número 5, o melhor em campo!"
Uma pergunta surgiu imediatamente em minha mente: “- Por que essa diferença de raciocínio e avaliação acerca do desempenho do atleta?”. Como em um bate rebate mental, a resposta veio logo em seguida: “- Subjetividade”.
Pois é, o mundo moderno da bola tenta a cada dia retirar do futebol a subjetividade, o olhômetro, a percepção e o sexto sentido. Tem entrado em campo a objetividade, a avaliação matemática, científica, através de sistemas de monitoramento de jogo e a figura um “novo” profissional, o analista de desempenho.
O analista de desempenho já existe nas empresas há algum tempo e tem a função de examinar os sistemas, desenvolver, alimentar e analisar banco de dados e auxiliar o desenvolvimento da gestão através da otimização das atividades empresariais a partir de relatórios e proposição de soluções para os problemas enfrentados.
No futebol, a principal função é o scout, palavra da língua inglesa que significa explorar, examinar. Tudo indica que 10 entre 10 profissionais do futebol utilizou a expressão algum dia, mas talvez nem saiba muito bem como funciona.
O Scout é uma ferramenta bastante utilizada no basquete e no futebol americano, e tem obtido papel importante nos sistemas de jogo e treinamento para o futebol, através de uma avaliação objetiva dos dados elementares da prática desportiva.
Em síntese, faz-se a gravação de treinos e jogos da equipe e dos adversários e/ou exame no local com inserção de dados em sistemas (existem diversos aplicativos disponíveis), tais como posse de bola de cada time, passes certos, passes errados, espaço do campo mais utilizado, chutes a gol, etc. Assim, com a coletânea de informações, desenvolvem-se relatórios para a comissão técnica e os departamentos responsáveis pelas contratações.
Infelizmente o preconceito ainda é grande e como em toda “inovação”, há quem diga que isso é invenção da turma jovem, sem serventia. Porém, os números desmentem essa afirmação. A função do analista de desempenho é inerente a qualquer clube ou seleção mediana do mundo. Os clubes com uma gestão profissional invariavelmente tem um departamento de Análise de Desempenho com inúmeros profissionais avaliando e produzindo relatórios importantíssimos.
Ah! Só a título de curiosidade, na saída do jogo indaguei ao treinador o que tinha achado do desempenho do volantão. Resposta: "Jogou muito, você viu?"

Eduardo Araújo
Advogado
eduardomarceloaraujo@hotmail.com
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador