Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você lembra de Jean?

Ele nasceu na arborizada cidade de João Pessoa, precisamente no dia catorze de dezembro de mil novecentos e setenta e cinco, e logo cedo mostrou que tinha intimidade com o futebol de campo, uma de suas maiores paixões.
Das peladas em campos irregulares e sem gramas, Jean Carlos da Silva foi integrar as categorias de base da tradicional equipe amadora da Ponte Preta do bairro de Mandacarú. Com a camisa alvinegra Jean Carlos começou a se destacar como jogador de meio de campo, despertando elogios e interesse de equipes profissionais.
Em 1996, por intermédio de Tassiano Gadelha, o nosso homenageado foi levado para o Auto Esporte Clube, equipe que o lançou e o projetou para o futebol profissional e na qual jogou até o ano de 1998. Daí em diante a sua carreira não parou de crescer e o seu futebol consequentemente foi se aprimorando cada vez mais.
O seu segundo time profissional foi o Botafogo da Paraíba, no qual jogou as temporadas de 1999 e 2000. Da Paraíba ele foi jogar em São Paulo, no Mogi Mirim, time que permaneceu até o ano de 2002.
Do interior paulista ele foi para o Vila Nova Futebol Clube de Goiás, depois para o Joinville Esporte Clube de Santa Catarina, do qual saiu em 2005 e foi jogar uma temporada na Agremiação Sportiva Arapiraquense, o conhecido ASA de Arapiraca. Das Alagoas o craque foi para a Associação Atlética Caldense, de Poços de Caldas, das Minas Gerais. Retornando ao nordeste para vestir a camisa do Centro Sportivo Alagoano, CSA de Alagoas. De 2007 a 2009 ele esteve contribuindo com as conquistas do ABC Futebol Clube de Natal.
Em 2010, Jean Carlos defendeu as cores do Centro Sportivo Capelense, da cidade de Capela, estado de Alagoas. Em 2011, novamente suando a camisa do alvinegro da estrela vermelha, o nosso homenageado sofreu uma forte contusão no joelho, que resultou em três cirurgias e no encerramento de sua carreira.
Em todas essas equipes acima citadas o meio campista Jean Carlos honrou e suou a camisa, sendo sempre um jogador aplicado e que jogava para a equipe, merecedor de elogios e reconhecimentos. Vários e importantes títulos foram por ele conquistados como o de campeão paraibano de 1999 pelo Botafogo PB. O vice-campeonato brasileiro, série C, pelo Mogi Mirim; campeão alagoano pelo CSA, vice-campeão brasileiro, série C, pelo ABC de Natal e campeão potiguar pelo ABC.
Entretanto foi no Centro Sportivo Alagoano, CSA, a equipe em que Jean Carlos jogou por mais tempo e passou a ser um dos grandes ídolos daquele Clube.  Até hoje a torcida lembra com orgulho daquela vitória contra o Santos Futebol Clube, pela Copa do Brasil. Nesta partida, o já consagrado Neymar sofreu uma implacável e leal marcação de Jean e até hoje a torcida o reconhece como sendo o “ homem que parou Neymar”.
Hoje, com a experiência de quem jogou em vários gramados deste país continental, sempre cumprindo com as suas obrigações de atleta profissional e de ser humano, Jean Carlos mantém com o seu amigo Maia, também ex-atleta bem sucedido, um projeto social no Bairro de Mandacarú, precisamente no Centro Social Urbano, local onde várias crianças e adolescentes aprendem a jogar bola e a ser cidadão.
Para nós torcedores, cronistas e desportistas, ficou a certeza de que Jean Carlos da Silva, o popular “Jean” escreveu o seu nome, com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.

Serpa Di Lorenzo
Membro Pleno do TJDF PB, da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador