Pleno do SJTD vai julgar nesta quinta-feira ação de Auto Esporte e Desportiva Guarabira

Helamã Nascimento e Domingos Sávio tentam assumir as vagas de Botafogo-PB e Campinense na elite do Paraibano.  Foto: Lucas Barros/TV Cabo Branco
O Campeonato Paraibano de 2019 já está chegando à metade da primeira fase. Porém, nos bastidores, dois clubes que foram rebaixados na edição passada ainda lutam para participar do estadual da 1ª divisão nesta temporada. É que a ação de Auto Esporte e Desportiva Guarabira contra Botafogo-PB e Campinense em decorrência da Operação Cartola, que expôs esquemas de corrupção no futebol do estado, chegou ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e vai ser julgada pela auditora Arlete Mesquita nesta quinta-feira, em sessão agendada para começar às 11h (horário de Brasília). O processo também tem o objetivo de anular a edição passada do campeonato, na qual o Macaco e o Azulão foram os últimos colocados e, portanto, rebaixados.
Desde que assumiu a presidência do Auto Esporte, Helamã Nascimento traçou como um dos seus principais objetivos levar para os tribunais o apelo para que o seu clube não seja punido diante do Campeonato Paraibano de 2018, que acabou manchado pela Operação Cartola. Vários casos divulgados na investigação da Polícia Civil e Ministério Público mostram dirigentes de Botafogo-PB e Campinense, campeão e vice do estadual do ano passado, expostos em ligações telefônicas com árbitros ou o próprio ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol da Paraíba (Ceaf-PB), José Renato Soares. Inclusive, os principais nomes do Belo, com destaque para o vice-presidente de futebol, Breno Morais, além do presidente da Raposa, William Simões, foram banidos pelo próprio STJD.
Com isso, Helamã ganhou o apoio de Domingos Sávio, presidente da Desportiva Guarabira, clube que foi rebaixado junto com o Auto Esporte no Paraibano em questão, com a meta de entrar na Justiça e rebaixar Belo e Raposa e herdarem as vagas dos dois grandes na elite do futebol da Paraíba.
Em conjunto, os dois clubes entraram com uma ação junto ao Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB), e, como o tribunal local está sob intervenção do STJD, o trâmite seguiu para a principal instância desportiva do país.
Em dezembro, o procurador do TJDF-PB, Pablo Juan Nóbrega de Sousa da Silveira, chegou a dar o parecer favorável à inclusão de Auto e Desportiva no Paraibano da 1ª divisão. O próprio jurista considera que é preciso julgar o mérito e, além da inclusão da liminar, acredita ser o correto os rebaixamentos de Botafogo-PB e Campinense e a devolução dos prêmios do estadual de 2018.
E, após meses de imbróglio judicial, o STJD enfim vai julgar o caso que pode mudar os rumos do futebol paraibano, mesmo com a competição de 2019 já em andamento. A sessão está marcada para começar às 11h (horário de Brasília) desta quinta-feira. Porém, como o caso Auto Esporte e Desportiva Guarabira é apenas o oitavo processo a ser julgado, a tendência é que aconteça durante o turno da tarde.

Por GloboEsporte.com 
João Pessoa
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador