Procurador-geral do TJDF-PB dá parecer favorável à inclusão de Auto Esporte e Desportiva no Paraibano 2019

Foto: TJDF/PB
O Auto Esporte e a Desportiva Guarabira conseguiram uma importante vitória na Justiça Desportiva. É que o procurador-geral interino do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol (TJDF-PB), Pablo Juan Nóbrega, concedeu um parecer favorável a parte do pedido de liminar ingressados pelos dois clubes. Segundo o procurador, em seu relatório, o Auto Esporte e a Desportiva Guarabira deveriam ser incluídos no Campeonato Paraibano de 2019, tendo em vista que a Operação Cartola deu à luz a vários casos graves e supostas manipulação de resultados no estadual deste ano. Na edição de 2018 do torneio, Auto Esporte e Desportiva foram os dois rebaixados.
Ainda de acordo com o procurador, vários dirigentes de clubes foram banidos do futebol e, segundo o Código Disciplinar da Fifa, os times também podem ser eliminados de uma competição por conta de malfeitos de seus diretores.
Apesar disso, o relatório discorda do pedido de liminar no tocante ao rebaixamento de Campinense e Botafogo-PB. O parecer, no entanto, não tem efeito prático, mas para o presidente do Auto Esporte, Helamã Nascimento, trata-se de uma primeira vitória. Agora, o dirigente aguarda para os próximos dias a decisão do presidente do TJDF-PB Ricardo Barros sobre o pedido da liminar.
- Ganhamos a primeira batalha. Espero que o resultado saia nos próximos dias porque se trata de uma urgência. E a FPF precisa ser notificada logo do resultado. Saindo a liminar, caso o Auto Esporte seja incluído na competição, já vamos começar a trabalhar. Mas, claro, vamos pedir o adiamento do campeonato. Espero que o presidente emita seu parecer logo, porque o que a gente pede é o mínimo de justiça - analisou.
Auto Esporte e Desportiva Guarabira entraram na Justiça Desportiva requerendo o rebaixamento de Campinense e Botafogo-PB, alegando que os clubes foram os mais beneficiados e operantes na manipulação de resultados que supostamente aconteceu no Campeonato Paraibano deste ano.
Dirigentes dos dois clubes foram julgados no Superior Tribunal de Justiça (STJD) e o presidente da Raposa, William Simões, e o vice de Futebol do Belo, Breno Morais, foram banidos do futebol - além de outros dirigentes da equipe de João Pessoa que foram condenados suspensões.
Além do rebaixamento das equipes, Auto Esporte e Desportiva buscam, através do pedido de lminar, que eles sejam incluídos no Paraibano do próximo ano e que o Conselho Técnico da competição seja continuado, com direito de voz e voto aos dois times. O estadual do próximo ano foi definido pela FPF com 10 clubes: CSP, Botafogo-PB, Campinense, Treze, Atlético de Cajazeiras, Sousa, Serrano-PB, Perilima, Esporte de Patos e Nacional de Patos. O torneio está marcado para começar no dia 12 de janeiro.

Por Pedro Alves
Globoesporte.com/João Pessoa
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador