Corpo de Esquerdinha é enterrado, e técnico relembra último jogo: “Parecia um adeus”

 
Corpo de Esquerdinha foi enterrado na manhã desta sexta — Foto: Divulgação/FC Porto
Amigos e parentes deram o último adeus a Esquerdinha. O ex-jogador, com passagens por Porto, Fluminense e Vitória, foi enterrado no cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa, na manhã desta sexta-feira. Aos 46 anos, ele morreu após sofrer um infarto na última quarta-feira.
Esquerdinha estava aposentado desde 2007, mas relembrava os tempos de jogador disputando um campeonato amador, na capital paraibana, pelo Santo André. O técnico da equipe, Cristiano Carvalho, relembrou a perda precoce do ex-lateral-esquerdo.
Cristiano era o técnico de Esquerdinha no time amador Santo André — Foto: Lucas Barros/GloboEsporte.com
- Ele estava normalmente falando. Quando terminou a partida, Esquerdinha mesmo reuniu todo mundo. Parecia até um adeus. Falando que “nós estamos fortes, nós estamos chegando. Vamos lá, rapaziada!”. Foi o que ele falou. Era a quarta partida dele na equipe no campeonato e raramente ele falava. Esse jogo de agora ele falou e foi uma despedida para todos nós. Uma perda muito grande de um jogador conhecido nacionalmente. Foi um prazer para minha equipe amadora ter ele conosco neste ano. Infelizmente Deus levou ele. Deus conforte a família e o coloque em um bom lugar - relembrou Cristiano Carvalho.
Outro que também lamentou muito a morte de Esquerdinha foi Washington Lobo. Ele participou do início da carreira do ex-lateral-esquerdo, em 1989, quando os dois atuaram juntos jogar no início da carreira pelo Santos de Tereré. Quatro anos mais tarde, em 1993, foram companheiros novamente, mas no Botafogo-PB. Por fim, em 2007, Lobo foi treinador de Esquerdinha, novamente no Belo.
Washington Lobo jogou ao lado de Esquerdinha também foi técnico dele — Foto: Lucas Barros/GloboEsporte.com
- Joguei com Esquerdinha no Santos de Tereré, quando ele estava iniciando a carreira (em 1989). Depois tive o prazer de jogar com ele no Botafogo-PB e ele saiu por esse mundo afora, ganhou o mundo, mostrando o seu talento. No retorno ao Brasil, ainda tive o prazer de ser treinador dele também no Botafogo-PB. Esquerdinha era um cara humilde, simples, é um cara que fazia amizade onde chegava. As pessoas vão guardar ele no coração, tenho certeza. Vão ficar boas lembranças. Quando a gente vê a morte súbita de um atleta, fica surpreso. Ele estava fazendo o que mais gosta entre os amigos. E, de repente, acontece uma fatalidade dessa. Sabemos que é o destino de cada um - finalizou Washington Lobo.

Globo Esporte PB
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador