Superclássico das Américas: Brasil vence Argentina com gol nos acréscimos

Em um jogo decepcionante e bem longe da América, a seleção brasileira venceu a  Argentina por 1 a 0, em Jeddah, na Arábia Saudita. A partida já se encaminhava para os pênaltis quando o zagueiro Miranda marcou, de cabeça, aos 47 minutos do segundo tempo, o gol que garantiu ao Brasil o troféu simbólico do Superclássico das Américas.
Diante de uma Argentina renovada, com técnico interino (Lionel Scaloni) e sem seu astro Lionel Messi, a seleção brasileira não conseguiu impôr seu ritmo e, apesar de ter criado as melhores chances, quase sempre de bola parada, frustrou o público saudita – o estádio King Abdullah Sports City não estava lotado.
eymar, mais uma vez, sofreu com a truculência dos adversários, mas teve atuação apagada, assim como Gabriel Jesus, surpreendentemente escalado por Tite na ponta direita, com Roberto Firmino no comando do ataque. O Brasil, então, fechou sua controversa excursão pela Arábia Saudita com duas vitórias insossas: 2 a 0 na seleção local, na última sexta, e 1 a 0 no maior rival, nesta terça.
O primeiro tempo foi muito ruim, de marcação excessiva e pouca criação de ambos os times. Agora capitão fixo do time, Neymar não se escondeu da partida, mas voltou a prender a bola em certos momentos e falhar na decisão final. A primeira boa chance foi argentina: Lo Celso recebeu livre, na entrada da área, mas bateu para fora, à esquerda de Alisson.
Aos 27, Miranda quase marcou, em chute que já havia superado o goleiro Sergio Romero, mas que foi salvo por Nicolás Otamendi sob a meta. A Argentina respondeu em cobrança de falta de sua principal esperança, Paulo Dybala, mas o chute passou perto. O atacante da Juventus também teve atuação apagada e foi substituído por Lautaro Martínez no segundo tempo.
Gabriel Jesus teve dificuldades na ponta direita e Tite decidiu sacá-lo para a entrada de Richarlisson. O atacante do Everton teve boa chance, após bela arrancada de Neymar pela esquerda, mas seu chute foi para fora. Os dois times passaram a abusar das faltas – o jogo terminou com cinco cartões para a Argentina e dois para o Brasil – e as chances rarearam. Mas, já nos acréscimos, Neymar bateu escanteio fechado e Miranda se aproveitou de saída insegura de Romero para antecipar e marcar de cabeça.

Veja.abril.com.br
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador