Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você Lembra de Val

Ele nasceu na então pequena e arborizada cidade de João Pessoa, precisamente no dia 06 de setembro de 1940, sendo registrado por seus genitores, com o nome de Genival Leal de Menezes Filho, e popularmente apelidado de “Val”.
Filho de um grande e respeitado desportista, com bastante serviço prestado ao nosso futebol, “Val” desde cedo começou a praticar o basquete e o futebol, sendo este último, para a felicidade da torcida paraibana, escolhido como prioridade.
Inicialmente, Val jogou de ponta esquerda, porém o seu tamanho e as habilidades mostraram que o seu lugar em campo não era com a camisa onze, e sim com a camisa de número um. E foi no tradicional colégio Marista Pio X, que ele começou a se destacar, fechando de forma precisa e segura o gol, das equipes estudantis daquela instituição. A título de registro, caro leitor, grandes jogadores surgiram naquele educandário de linha religiosa, que em um passado distante disputou e conquistou o campeonato paraibano de profissionais.
Quando atingiu a respectiva idade e segurança, Val passou a integrar e ser peça fundamental em todas as equipes do então aguerrido, Santos Futebol Clube, time desta capital que formou e lançou vários atletas e que disputava a divisão principal do futebol paraibano.
Logo as grandes equipes do estado e do nordeste passaram a se interessar pelo futebol de “Val”, e o nosso homenageado foi vestir a camisa de outro alvinegro, desta vez o Botafogo Futebol Clube, onde jogou ao lado de Betinho, Icário, Itamar, Coca-cola e tantos outros craques.
Naquela época, havia o disputado campeonato brasileiro de seleções, realizado por regiões, e a Paraíba anualmente formava uma equipe e enfrentava os esquadrões dos estados vizinhos.  Val teve o seu futebol reconhecido e por várias vezes foi convocado para defender as cores da Paraíba.
O seu futebol também atravessou fronteiras de outros estados, quando foi contratado pelo Clube Náutico Capibaribe e cogitado a ser transferido para o Fluminense Futebol Clube do Rio de Janeiro.
  As habilidades e o porte físico de “Val”, nos dias atuais, com certeza, o levariam a jogar nas grandes equipes do sul do país. Já na década de sessenta, época em que ele jogou bola, não havia profissionalismo nem remuneração condizente, o que não estimulava e obrigava o atleta a procurar um emprego que garantisse o seu futuro, encerrando promissoras carreiras. Com o nosso homenageado não foi diferente, Val foi servidor público e aposentou-se no antigo Banco do Estado da Paraíba
Interessante aqui ressaltar, que o pai de “Val” senhor Genival Leal de Menezes,  que presidiu a Federação Paraibana de Futebol por vários anos, quando garoto também jogou na posição de goleiro. E os seus irmãos mais novos Givaldo e Givanildo Leal de Menezes, já na década de 70 também abraçaram a camisa de número um e por muitos anos defenderam as cores do Santos Futebol Clube, com muita garra e dedicação.
Para nós, torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza de que Genival Leal de Menezes Filho, o popular “Val”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.

Serpa Di Lorenzo 
Auditor do TJDF PB e da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador