PARAIBANO 2018: Partida entre Serrano e Auto Esporte é suspensa por falta de policiamento


Serrano e Auto Esporte entraram em campo neste sábado (17), abrindo a oitava rodada do Campeonato Paraibano, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Mas uma paralisação por conta da falta de um médico no estádio fez com que o horário em que a Polícia Militar deveria estar no estádio estourasse e o comandante das tropas retirassem seus homens do Amigão, forçando o árbitro suspender a partida aos 09 minutos do segundo tempo, por falta de policiamento, com o placar parcial de 1 a 1.
Os donos da casa foram a campo em busca dos três pontos para não ver seus concorrentes diretos, CSP e Atlético de Cajazeiras, se distanciarem na tabela de classificação no grupo B. Já o Macaco Altino, após a segunda mudança de técnico no campeonato, e estar matematicamente no quadrangular da morte, lutava pelos três pontos para começar uma reação que possa tirá-lo da lanterna do grupo A.
O jogo, que estava marcado para ter início as 16h, começou com um atraso de 20 minutos por conta da falta de um médico na ambulância que daria o suporte médico aos atletas. Com a chegada dele, o árbitro deu início a partida.
E quem começou bem foi o Auto Esporte. Em cobrança de escanteio, Léo Lima cobra escanteio com efeito e quase marca um gol olímpico. Mas o goleiro Rhuan estava atento, fez uma difícil defesa, e conseguir evitar o gol.
O jogo começou então a ficar movimentado, com ambas equipes buscando chegar a meta do adversário, contudo faltava qualidade nas finalizações. Mas aos 25 minutos, o meio-campista do Auto Esporte, Júnior, bateu com força, o arqueiro Rhuan defendeu dando rebote, e Raimundinho aproveitou a sobra para mandar a bola pra dentro da meta do Serrano. 1 a 0 para o Macaco Altino.
Embora a equipe do Auto estivesse melhor na partida, era o Serrano que tinha mais posse de bola, chegando inclusive a criar mais jogadas, mas pecando nos cruzamentos e finalizações.
No segundo tempo, o time do Serrano começa a buscar o empate de forma mais firme. Aos 05 minutos, Jones recebeu na área e bateu forte. Vladmir voou, se esticando todo, mas conseguiu fazer a defesa. No lance seguinte, o zagueiro Cosmo colocou a mão na bola dentro da área de Auto e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Rafael Ibiapino correu pra bola, bateu e marcou, empatando a partida em 1 a 1.
A partir dos 09 minutos, começou a confusão no Amigão. O médico, que havia atrasado o início da partida, precisou sair para atender a uma emergência e deixou o estádio, forçando o árbitro a paralisar a partida. Em declarações dadas no gramado, juiz disse não poder deixar o jogo acontecer se caso um médico não estivesse na ambulância, mas caso houvesse, no estádio, outro profissional de posse da carteira do Conselho Regional de Medicina e apresentasse ao quarto árbitro, ele poderia reiniciar a partida.
Já o presidente do Serrano, disse que a partida poderia prosseguir tranquilamente, já que o clube teria no de reservas banco um fisioterapeuta qualificado e um “menino” que está terminando o curso de medicina.
Já eram 18h quando o policiamento que fazia a segurança da partida começou a deixar o estádio. O Capitão Tiago, responsável pela tropa, alegou falta de organização na partida. Com mais de meia hora de paralisação, o médico conseguiu retornar ao estádio, mas o comandante do policiamento disse que não ficaria, pois seu horário para permanecer no estádio tinha chegado ao limite.
Com isso, o árbitro Adeilson Sales decretou o fim de jogo no Estádio Amigão por falta de policiamento. Com a decisão, outra data será marcada para a finalização da partida, que iniciará a partir dos 9 minutos e 37 segundos do segundo tempo, momento em que foi paralisada.

Portal T5
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador