Clima pesado nos bastidores faz treinador do Campinense pedir afastamento de auxiliar

Líder do Grupo A com 19 pontos, quase 80% de aproveitamento e dependendo apenas de uma vitória, contra Serrano ou Treze, para se garantir de vez nas semifinais do Paraibano 2018.
A situação do Campinense é altamente confortável. E o ambiente de bastidores é 100% de paz, pode pensar quem não acompanha o dia a dia do clube. Mas não é bem assim.
Nesta terça-feira (20), por exemplo, o auxiliar técnico Dinho, que é funcionário do clube, não esteve no gramado para trabalhar junto com o técnico Celso Teixeira no treino da tarde.
A explicação dada pela diretoria, através do presidente William Simões, é de que o próprio treinador pediu o afastamento do seu auxiliar.
Especula-se que ambos teriam discutido asperamente, o que motivou a solicitação por parte de Celso do seu companheiro de comissão técnica.
Fato é que William acatou o pedido do treinador, mas disse que Dinho permanece como funcionário do clube, agora auxiliando o gerente de futebol Marquinhos Marabá na parte administrativa.
Desligamento
Sem chance no time comandado por Celso Teixeira, volante Vitor Recife fez acordo com a diretoria e deixou o Campinense nesta terça-feira.
O jogador foi trazido por indicação do próprio técnico, mas acabou se lesionando e mesmo após a recuperação, não estava sendo utilizado.
Voz da Torcida
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador