Reinaldo Alagoano desencanta e decide Clássico dos Maiorais

Em clássico tudo pode acontecer. É manjado, mas não falha. Se o Treze entrou em campo pressionado, com o técnico Oliveira Canindé ameaçado de demissão, do outro lado o Campinense estava tranquilo depois de quatro vitórias. Mas o Clássico dos Maiorais 403 foi do Galo. Com um gol de Reinaldo Alagoano, aos 26 minutos do primeiro tempo, o Treze se reabilitou no Campeonato Paraibano e, de quebra, acabou com os 100% de aproveitamento do rival. A partida foi tensa, recheada de muitos cartões e com a expulsão do técnico Celso Teixeira, por reclamação. No fim, foram poucas chances de gol de lado a lado, o que valorizou ainda mais a participação decisiva de Reinaldo Alagoano.
Pressionado, o Treze surpreendeu na escalação. Oliveira Canindé colocou três volantes e deixou Reinaldo Alagoano isolado no ataque. Do outro lado, o mistério de Celso Teixeira, que segurou a escalação até o último instante, parece não ter funcionado. Isso porque o jogo começou preso, com muita marcação. O Galo tentou com Tininho, para defesa de Jéferson. O Campinense respondeu com Muller Fernandes. Mas era pouco. O gramado parecia atrapalhar as duas equipes. O gol tinha que sair numa jogada individual. E aos 26, Reinaldo Alagoano recebeu na entrada da área, enganou a defesa raposeira, e chutou no cantinho. Galo na frente. Aos 33, Leonardo Luiz travou e derrubou Muller Fernandes. Os jogadores do Campinense pediram pênalti no lance que acabou motivando a expulsão de Celso Teixeira no intervalo.
Os técnicos trabalharam muito no intervalo. Tanto que foram três alterações na volta para o segundo tempo: Jean Carlo e Tarcísio entraram no Campinense nos lugares de Fernando Pires e Marcinho; no Treze, saiu Tininho para a entrada de Caíque. Mudanças que agitaram o clássico, principalmente com Jean Carlo. Mas aos poucos o jogo foi voltando a ficar truncado, com faltas duras, reclamações e, claro, muitos cartões. Com o passar do tempo, o Campinense foi entrando no desespero. Rodrigo Silva se jogou na área e pediu pênalti. O juiz deu seis minutos de acréscimo, e aos 48, veio a melhor chance da segunda etapa. Jackinha arrumou a bola na medida para Rodrigo Silva, que chutou por cima.
O Treze volta a campo na próxima quarta-feira, mas pela Copa do Brasil. Vai enfrentar o Figueirense, no Amigão. Pelo Paraibano, o Galo joga diante do Auto Esporte no próximo sábado. Já o Campinense entra em campo no próximo domingo para enfrentar a Desportiva

GE
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador