Paraibano de 11 anos é aprovado no Flamengo e realiza sonho de professor

Com apenas 11 anos, Adriel vai ao Rio de Janeiro no início de 2018 para se firmar nas categorias de base do Flamengo(Foto: Arquivo pessoal/Netinho Pessoa)
Vestir a camisa de um grande clube de futebol é o sonho que se perpetua por diversas gerações. E é isso o que sonha Adriel, menino de 11 anos que acaba de ser aprovado em um teste realizado pelo Flamengo, o que lhe dá a chance de no futuro virar jogador do clube de maior torcida do país. Ele é de Araçagi, na Paraíba, a faz parte do projeto Real Social, desenvolvido no município que fica a 64 km da capital João Pessoa.
Curiosamente, Adriel vai em busca de um sonho que também era do coordenador do projeto, o funcionário público Netinho Pessoa, que ensina futebol a meninos e meninas de famílias carentes da região.
Netinho afirma que teve uma história semelhante ao de Adriel. É que o professor chegou a ser aprovado em testes pelo Flamengo, mas foi dispensado posteriormente. Dezesseis anos depois, o mestre é só orgulho diante do promissor Adriel.
Junto à estátua de Zico, o professor Netinho e o menino Adriel visitam a Gávea (Foto: Arquivo pessoal/Netinho Pessoa)
- Eu me sinto muito feliz. Há 16 anos, fui para o Flamengo como jogador após ter sido aprovado em uma peneira. Mas acabei dispensado lá no Rio de Janeiro, o que me deixou muito frustrado. Hoje, eu entendo que aquilo não era para mim. A minha missão era ensinar a garotada e ajudá-las a realizar esse sonho. Voltarei a Gávea para que Adriel tenha a oportunidade que eu não tive. É um grande sonho realizado – explica Netinho, que ao mesmo tempo serve de alerta para o pupilo saber que a caminhada está apenas começando.
Atualmente, o Real Social acolhe mais de 150 crianças e adolescentes para jogar futebol de salão e de campo. E para ingressar no projeto, cada jovem precisa estar com boas notas na escola. Além disso, os meninos e as meninas doam 1 kg de alimento para que Netinho monte cestas básicas, que são distribuídas pelas próprias crianças em seus bairros.
O professor conta que Adriel é o primeiro garoto do projeto a ser aprovado em teste por um clube como o Flamengo. A história do menino, inclusive, deixa Netinho emocionado.
    - Adriel tem apenas 11 anos e vem de uma família muito carente. O pai dele trabalha plantando abacaxi na zona rural da cidade. Ele começou a jogar num campinho que fica na frente de sua casa. É muito talentoso.
Aprovado logo de cara na primeira etapa, Adriel vai voltar a Cidade Maravilhosa no início de 2018 para iniciar os treinos. Mas as avaliações serão constantes e ele precisará se mostrar apto à vaga que ele conquistou. Ainda assim, a felicidade é total.
Junto à estátua de Zico, o professor Netinho e o menino Adriel visitam a Gávea (Foto: Arquivo pessoal/Netinho Pessoa)
Netinho conta que, além de Adriel, mais quatro garotos e duas meninas também participaram dos testes. O professor admite que é complicado levar a meninada para a cidade carioca, mas tem recebido muito apoio da população.

- Como não temos condições de viajar para o Rio de Janeiro, fizemos uma campanha para conseguir levar Adriel e os seus colegas para a Gávea. Graças a Deus, o projeto tem uma aceitação muito grande por aqui e, em uma semana, conseguimos juntar o dinheiro. Viajamos e fomos coroados com essa aprovação de Adriel – explicou o professor.
O projeto Real Social conta com o apoio de dois jogadores de futebol nascidos na Paraíba. O meia Fábio Lima, ex-Atlético Goianiense, de 24 anos, que é nascido na própria Araçagi e hoje defende o Al Wals, dos Emirados Árabes Unidos; e o zagueiro Suéliton, que é natural de Guarabira, cidade vizinha a Araçagi, que tem passagem pelo América Mineiro e estava no Vitória de Guimarães de Portugal. 

Globo Esporte PB
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador