Em ano mágico, Brejo do Cruz mostra a força do Sertão Paraibano no Futsal

Diego Dutra, presidente do Brejo do Cruz (Foto: Arquivo pessoal / Diego Dutra)
O ano está chegando ao fim e, para a equipe de futsal do Brejo do Cruz, 2017 dificilmente será esquecido. A equipe do Sertão paraibano se consagrou tricampeã estadual e chegou até a finalíssima da Liga Nordeste, sendo vice-campeã, alcançando um patamar que nenhum outro time do Estado alcançou. O ano “mágico” do Brejo está terminando, mas, embalada pela temporada gloriosa, a diretoria da equipe já traça metas mais ousadas para 2018.
    - Este foi um ano mágico, espetacular para o Brejo do Cruz Esporte Clube - resumiu Diego Dutra, presidente do Brejo do Cruz.
Considerado como um ano espetacular para o futsal de Brejo do Cruz, 2017 começou com o título paraibano, mais um para a história do time, que já tinha levantado a taça em 2014 e 2015. Na competição estadual, a equipe disputou 12 partidas, das quais venceu 11. Em oito anos de existência, o Brejo conquistou seu terceiro título em sete finais disputadas no Campeonato Paraibano de Futsal.
Logo após o título estadual, a equipe participou da Liga Nordeste de Futsal. Na primeira fase, o Brejo mandou seus três jogos em Campina Grande, onde empatou com o Treze (1 a 1), perdeu para o ASEC-PE (5 a 4) e ganhou do Macau (13 a 0), classificando-se assim para a próxima fase da competição como o último colocado entre os oito classificados.
Na segunda fase da competição, o Brejo encarou o Lagarto-SE, uma equipe com uma estrutura superior à sua, mas, mesmo assim, conseguiu vencer em duas ocasiões: 3 a 1 na ida e 6 a 3 na volta. A vitória, para o presidente do Brejo, colocou a equipe em um outro patamar, e a fez ser encarada como uma possível candidata ao título.
- Vencendo o Lagarto, deixamos de ser encarados como a equipe do último lugar para a equipe que poderia chegar ao título - disse.
Nas semifinais, o adversário já era um conhecido, que não trazia boas lembranças. Os jogos contra o Asec-PE foram recheados de emoção. Na primeira oportunidade, o Brejo venceu por 5 a 2 e, no jogo da volta, no Sertão paraibano, a equipe de Caruaru venceu por 3 a 2, levando o jogo para a prorrogação, onde o Brejo venceu por 4 a 0. A vitória sobre o time pernambucano credenciou o Brejo para a decisão da competição.
O adversário da final foi o Horizonte-CE, com quem os paraibanos protagonizaram dois jogos disputadíssimos do início ao fim. Na primeira partida, no Ceará, o Brejo perdeu por 2 a 0 e, no segundo encontro das equipes, uma nova vitória dos cearenses, dessa vez por 1 a 0. Resultado: Brejo vice-campeão.
Apesar de não ter ficado com o título, o presidente da equipe paraibana considera que a temporada foi muito positiva, especialmente para mostrar a força do Sertão na modalidade.
- Mesmo o Horizonte sendo uma equipe milionária, que não chega nem perto da receita do Brejo, com uma equipe reduzida, fizemos um jogo de igual para igual. Quem acompanhou as partidas percebeu que tínhamos plenas chances de ganhar. Foi uma temporada muito positiva, histórica. Fomos o primeiro time da Paraíba a chegar na final da Liga Nordeste. Nunca outra equipe do Estado tinha avançado tanto. O Brejo do Cruz fez história, mesmo com uma estrutura tão pequena, o que mostrou que o Sertão tem uma força no futsal, e vamos trabalhar para fazer um 2018 melhor - disse Diego Dutra.
Sobre o elenco da equipe para as disputas de 2018, o dirigente afirmou que alguns jogadores já receberam propostas de outras equipes e devem deixar o Brejo do Cruz. Por outro lado, a diretoria da equipe já está de olho em alguns reforços, mas só a partir de janeiro deve anunciar alguma novidade.
Para 2018, Diego aponta que os planos do Brejo são ainda maiores, mas que para isso é necessário apoio. A equipe vai participar mais uma vez do Campeonato Paraibano de Futsal, da Liga Nordeste e tem a vaga garantida para a disputa da Taça Brasil.
- Sabemos das dificuldades de colocar um time como esse, os investimentos são enormes e nem sempre temos apoio. Neste ano tivemos grandes resultados em quadra e precisamos de apoio para no próximo ano continuar com o projeto. Em 2018 temos Campeonato Paraibano, Liga Nordeste e a classificação automática para a Taça Brasil, então, pretendemos conseguir apoio e patrocínios para disputar as competições e trazer mais títulos para a Paraíba - contou.

Globo Esporte PB
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador