Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você se lembra de Carlos Roberto?


No dia primeiro de março do ano de 1958, no estado do Rio de Janeiro, nasceu o extraordinário atacante Carlos Roberto de Souza, o “popular Carlos Roberto.” Desde cedo mostrou as suas habilidades com a bola nos pés. Aquele garoto, que dominava a pelota com consciência, possuía perigosas arrancadas em direção ao gol e demonstrava muita raça em campo, surgiu nas categorias de base do Fluminense Futebol Clube.
Em 1975, com apenas 17 anos de idade ele já era jogador profissional e destaque da equipe do Colorado, hoje denominada de Paraná Clube, do Paraná, estado que contribuiu para uma projeção maior de seu futebol.
Do Paraná ele foi, em 1979, para São Paulo defender com sucesso as equipes da Portuguesa Santista, da Jabaquara e do Guarani de Campinas. Também defendeu as cores do Ginásio Pinhalense- SP, do Matsubara- PR, do Moto Clube do Maranhão, Remo do Pará e do Central de Pernambuco.
E para a nossa alegria e satisfação, em 1983, o craque começou a alegrar os estádios paraibanos, com arrancadas sensacionais, lançamentos precisos e gols espetaculares. Primeiro foi com a camisa do Botafogo Futebol Clube, equipe em que jogou várias temporadas sempre como ídolo da torcida e conseguindo os títulos estaduais de 1984 e 1985.
Foi com a camisa do alvinegro da estrela vermelha que Carlos Roberto participou daquela excursão ao continente europeu, em agosto de 1984, aonde o Botafogo disputou dez jogos, venceu quatro, empatou três e foi derrotado por três vezes. O meio de campo botafoguense que encantou os gringos era formado por Zé Alberto, Carioca e Carlos Roberto.
Também defendeu as cores do Auto Esporte Clube e mais uma vez foi ídolo e conquistou os títulos paraibanos de 1987 e 1990.  Como se não bastasse ter alegrado as torcidas do Belo e do Macaco Autino, Carlos Roberto subiu a famosa Serra da Borborema e foi levantar a taça de campeão paraibano do ano de 1991, com o manto do Campinense Clube.
Este carioca de nascimento e paraibano de coração pendurou as suas famosas e disputadas chuteiras em 1995, com 37 anos de idade, vestindo a camisa da equipe brejeira do Guarabira. Ao encerrar a sua brilhante e vitoriosa carreira dentro dos gramados ele ingressou na função de treinador do Santos de Tereré e do Auto Esporte.
Para nós torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza de que Carlos Roberto de Souza, o popular “Carlos Roberto”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.

Serpa Di Lorenzo
Auditor do TJDF PB  e da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador