Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você se lembra de Hélio Show?

No dia vinte e um de junho de 1948, na cidade cearense de Fortaleza, nasceu o extraordinário goleiro Hélio Ribeiro Alves, o popular “Hélio Show”. Com apenas quinze anos de idade ele passou a se destacar nas categorias de base da equipe daquele estado. 
Em 1971, Hélio já era titular da equipe profissional do Ceará Sporting e foi campeão estadual, disputou o antigo campeonato nacional e, no ano seguinte, em 1972, foi novamente campeão do estado; permanecendo na equipe alvinegra até o ano de 1975.
Logo em seguida ele foi contratado para reforçar a equipe do ABC de Natal, sendo campeão por duas vezes com a equipe abecedaria nos anos de 76 e 78. Foi em Natal que, em decorrência de suas fenomenais defesas e acrobacias no gol, surgiu o apelido de “Hélio Show”, batizado pelo cronista Souza Silva então repórter da Rádio Cabugi.
Por conta de suas brilhantes e seguras atuações e já conhecido pelo apelido de Hélio Show, em 1979, o nosso homenageado foi vestir a famosa camisa da Portuguesa de Desportos, clube paulista que representa a enorme comunidade de portugueses no nosso país.
 E, para a nossa alegria e satisfação, em 1980, por indicação do estão treinador Caiçara, Hélio veio montar o seu “Show” aqui na Paraíba, vestindo a camisa de número um do Botafogo Futebol Clube. Com ele no gol, Nonato Ayres, Deca, Gerailton e Marquinhos na defesa, Nicássio, Mágno e Zé Eduardo no meio de campo e Getúlio, Evilásio e Soares na frente o alvinegro da estrela vermelha passou a massacrar as grandes equipes do futebol brasileiro. Foi uma temporada irretocável, brilhante e inesquecível. Quem não se lembra de Eudes Moacir Toscano, com os potentes microfones da Rádio Tabajara narrando a histórica vitória do Belo, por dois tentos a um, em desfavor do Clube de Regatas Flamengo em pleno estádio do Maracanã.
Na temporada seguinte o nosso homenageado acompanhou o super Zé Santos e foi ser tri-campeão com a camisa alvinegra do Treze Futebol Clube, eram os anos de supremacia do temido Galo da Borborema, 81, 82 e 83. O seu show permaneceu no Presidente Vargas até o ano de 1986.
Hélio Show ainda jogou no Ferroviário de Fortaleza, No Campinense Clube e no América de Natal. Em 1988 ele retirou as suas cobiçadas e disputadas luvas e passou a ser treinador de goleiros. Um fato que marcou o seu currículo e foi devidamente registrado na FIFA foi ter passado de 07 de março a 13 de junho de 1976, jogando pelo ABC e sem sofrer gols, totalizando 1.816 minutos. Hoje ele reside em Natal e trabalha com turismo.
Para nós torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza de que Hélio Ribeiro Alves, o popular “Hélio Show”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.

Serpa Di Lorenzo
Auditor do TJDF PB  e da ACEP e APBCE
falserpa@oi.com.br  
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador