Preso, Carlos Arthur Nuzman renuncia à presidência do COB


Após 22 anos chegou ao fim o mandato de Carlos Arthur Nuzman na presidência do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Preso em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, o cartola renunciou ao cargo nesta quarta-feira. A renúncia foi comunicada aos presidentes das confederações olímpicas brasileiras durante reunião extraordinária na sede da entidade, na Barra da Tijuca. De acordo com o advogado de defesa de Nuzman, a decisão foi tomada para que ele se dedicasse inteiramente à própria defesa.
Nuzman foi preso temporariamente na última quinta-feira (5) após investigação apontar participação em suposto esquema de pagamento de propinas para que o Rio de Janeiro fosse escolhido como sede das Olimpíadas 2016. Nesta segunda-feira (9), o juiz Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato no Rio, acatou um pedido do Ministério Público Federal (MPF) e decretou a prisão preventiva do cartola, tirando assim o limite de cinco dias para que Nuzman fosse solto.
Quando anunciou seu afastamento do cargo, no último sábado (7), através de uma carta datada da véspera, sexta-feira (6), e assinada a punho por Nuzman, ele diz que não pode deixar que as investigações atinjam o “esporte olímpico brasileiro, seus dirigentes e, especialmente, os atletas”.
Ele termina a carta informando que o afastamento será “pelo tempo que se fizer necessário” para a “completa, inquestionável, exoneração de qualquer responsabilidade pela prática dos atos que, indevida e injustamente” são a ele imputados. “Somente assim, entendo, poderei dedicar-me ao sagrado direito de defesa, trazendo a necessária tranquilidade para a correta administração do esporte olímpico brasileiro e, logicamente, não interferindo no aperfeiçoamento e desenvolvimento de seus atletas”.
Carta renuncia de Carlos Arthur Nuzman
 
Jornal do Brasil
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador